Take a fresh look at your lifestyle.

Como saber se o Cadastro Único foi aprovado? Confira opções simples

Programa é de suma importância e disponibiliza opções para consulta de solicitação

0

O Cadastro Único para Programas Sociais é uma iniciativa do Governo Federal criada ainda em 2001 na gestão do então presidente Fernando Henrique Cardoso. No entanto, o projeto foi melhor estruturado a partir de 2003 com a criação do Bolsa Família. Sendo assim, como saber se o Cadastro Único foi aprovado?

Como saber se o Cadastro Único foi aprovado? Confira opções simples
Como saber se o Cadastro Único foi aprovado? Confira opções simples

O questionamento é pertinente e importante, pois todas as famílias de baixa renda devem estar inscritas na pauta. Tendo isso em vista, o CadÚnico é a principal ferramenta de inclusão social que o país dispõe, pois é por meio dele que políticas públicas e programas sociais são criados.

Portanto, confira como é possível saber se a inscrição no Cadastro Único foi aprovada e quais os critérios de participação; entenda também a importância efetiva do programa.

Leia também: Tenho Cadastro Único, mas não recebo Bolsa Família: entenda por que isso acontece

Como saber se o Cadastro Único foi aprovado

O CadÚnico atua na identificação e caracterização das famílias em situação de pobreza e extrema pobreza do país.

Com os dados coletados sobre essas famílias, o governo juntamente com estados e municípios elaboram políticas públicas voltadas para a melhoria da vida dessas pessoas.

Desse modo, podem se inscrever no CadÚnico famílias com a seguinte faixa de renda:

  • Até meio salário mínimo por pessoa; ou
  • Que ganham até 3 salários mínimos de renda mensal ​tota​l.

Sendo assim, após realizar a inscrição no programa, é possível saber se o cadastro foi aprovado. Para isso, basta acessar o site do Meu Cadúnico.

Depois de acessar, é preciso preencher os dados solicitados, como nome completo, nome da mãe, data de nascimento, estado e município e selecionar a opção de segurança “Não sou um robô”.

Além dessa opção, é possível baixar o aplicativo Meu CadÚnico disponível para os sistemas Android e iOS. O procedimento é o mesmo e as informações são prestadas da mesma forma.

Como se inscrever no Cadastro Único

Se a faixa de renda citada acima for cumprida, a família pode se inscrever no Cadastro Único.

A inscrição é feita no CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) do município por um representante da família, de preferência mulher, com no mínimo 16 anos, que seja integrante da família e resida na mesma casa.

Desse modo, para solicitar o cadastramento, basta apresentar um dos documentos principais de todo os integrantes da família e um comprovante de residência.

Após, portanto, a aprovação do cadastro, é necessário mantê-lo atualizado. A atualização cadastral costuma ser a cada dois anos ou quando alguma mudança na família ocorrer, como mudança de endereço, nascimento de crianças, mudança de emprego, etc.

Importância do CadÚnico

É importante que as famílias de baixa renda se inscrevam no CadÚnico, pois a maioria dos programas sociais utilizam o Cadastro Único como base de seleção.

Veja ainda: É possível se inscrever no Cadastro Único pela Internet? Entenda

Portanto, programas como o Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, Bolsa Verde, Carteira do Idoso, Tarifa Social de Energia Elétrica, isenção de taxas em concursos públicos, Telefone Popular e diversos outros usam o CadÚnico como meio de selecionar beneficiários.

Comments
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais...