Você conhece as novas regras para aposentadoria? Entenda aqui

A primeira e grande mudança foi quanto ao tempo para adquirir sua aposentadoria. Com a nova regra, homens precisam ter no mínimo 65 e mulheres 62 anos para se aposentar

Você já conhece as novas regras para aposentadoria? Com a mudança na Constituição Brasileira por meio da reforma da Previdência, para se aposentar o trabalhador precisa atentar-se às alterações ocorridas. Principalmente aqueles que utilizarão o benefício nos próximos anos. Para ajudar com isso, preparamos hoje (21/12), esse pequeno guia que explica de forma simples essas tais mudanças.

Você conhece as novas regras para aposentadoria? Entenda aqui (imagem: divulgação/IstoÉ)
Você conhece as novas regras para aposentadoria? Entenda aqui (imagem: divulgação/IstoÉ)

-- Continuar depois da publicidade --

Veja também: Veja como consultar pedido de aposentadoria sem sair de casa

Guia da aposentadoria: conheça as novas regras

Além da aposentadoria, a reforma ocorrida em 2019 trouxe novidades também para outros benefícios, como a pensão por morte e o auxílio-doença. Entretanto, tais benefícios são tema para outro artigo.

Vamos abordar especificamente as novas regras somente para aposentadoria. Acompanhe.

Tempo mínimo para se aposentar

A primeira e grande mudança foi quanto ao tempo para adquirir sua aposentadoria. Com a nova regra, homens precisam ter no mínimo 65 e mulheres 62 anos para se aposentar. Além disso, será preciso ter também, 15 anos de contribuição.

Veja também: Como funciona a aposentadoria privada? 5 perguntas respondidas

Regras de transição

Além do tempo mínimo que mudou, é preciso atentar-se às regras de transição que variam entre cinco tipos. Para a aposentadoria por tempo de contribuição, as regras são as seguintes.

Idade mínima progressiva

Como informado, haverá uma nova idade mínima para adquirir o benefício. Entretanto, ela não será aplicada de imediato, sendo que a idade cheia só começará a valer em 2027 para os homens e em 2031 para as mulheres. Até lá, a idade mínima aumentará seis meses a cada ano.

-- Continuar depois da publicidade --

Assim, os homens que desejam se aposentar em 2020 deverão ter 61,5 anos e as mulheres 56,5. Em 2021 a idade mínima será de 62 para homens e 57 para mulheres.

Esse aumento se dá de forma progressiva, ano a ano.

Sistema de pontos

Além da regra da idade mínima progressiva, é preciso atentar-se aquela de transição por pontos. Neste caso, para adquirir o benefício, é preciso somar a idade com o tempo de contribuição.

Esse tempo mínimo de contribuição varia e pode ser de 30 anos para mulheres e 35 anos para homens. A pontuação também aumentará um ponto todos os anos.

Por exemplo, para que um homem possa se aposentar em 2020, é preciso que tenha 97 pontos. Logo, 35 anos de contribuição e 62 anos de idade. Para mulheres a soma deve ser de 87 pontos, ou seja, 30 anos de contribuição e 57 anos de idade.

A pontuação máxima será de 105 pontos para homens e 100 pontos para mulheres.

Veja também: O reajuste do salário mínimo 2021 aumentará a aposentadoria?

Outras regras de transição e simulação

Além das duas acima, consideradas as mais importantes, ainda existem aquelas com pedágio de 50% ou 100%. Também há outra de transição da aposentadoria por idade válida somente para mulheres.

Nesta, a idade mínima para que elas se aposentem subirá seis meses a cada ano, sendo de 60,5 anos em 2020 a 62 anos em 2023.

Para se enquadrar neste último caso, é preciso que a mulher tenha 60 anos e seis meses de idade e tempo mínimo de contribuição de 15 anos em 2020.

Para simular mais casos e quanto tempo falta para se aposentar, o trabalhador pode consultar o site meu.inss.gov.br, criar uma senha, entrar com seu CPF e simular as situações. Caso ainda tenha dúvidas, o auxílio de um advogado é sempre indispensável.

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...