Passou 5 anos e meu nome continua no Serasa. Como proceder?

-- Continuar depois da publicidade --

Sem sombra de dúvidas, pela legislação brasileira, os diversos birôs de crédito existentes tem um prazo máximo para manter uma dívida em seu banco de dados. Aliás, de modo geral, esse período é de 5 anos. Contudo, muito consumidores se questionam “passou 5 anos e meu nome continua no SPC e Serasa. Como proceder?”. Saiba mais hoje (02/06) aqui no Folha Go.

Passou 5 anos e meu nome continua no Serasa. O que devo fazer?

-- Continuar depois da publicidade --

Passou 5 anos e meu nome continua no Serasa – Inegavelmente, é importante ressaltar salientar ainda que uma dívida tenha prescrito isso não quer dizer que ela tenha deixado de existir.

Com efeito, o que acontece é que ela não poderá mais ser a motivadora da negativação do CPF do consumidor, nem tampouco sofrer cobrança na Justiça.

Entretanto, a companhia continua com o direito de cobrar esse débito. Desse modo, ela pode sim efetuar ligações, mandar e-mails ou correspondências para realizar a cobrança dessa dívida. Todavia, deve-se sublinhar que essa cobrança não pode ser abusiva.

passou 5 anos e meu nome continua no serasa negativação
Passou 5 anos e meu nome continua no Serasa. Como proceder? Fonte da imagem: Pixabay

-- Continuar depois da publicidade --

Porém, diante desse cenário, se o CPF de uma pessoa continuar no banco de dados da entidade, mesmo depois da dívida ter prescrito, tal consumidor poderá recorrer à Justiça e solicitar uma indenização por danos morais.

Surpreendentemente, isso não ocorre com frequência. De fato, o que normalmente ocorre são as cobranças conforme o que estabelecem as leis. Ou seja, geralmente as empresas credoras somente continuam cobrando para tentar recuperar o prejuízo.

Prazo máximo para negativação ou processo na Justiça

Passou 5 anos e meu nome continua no Serasa – De acordo com a legislação brasileira, se a dívida atrasar que seja apenas um dia, o devedor já pode sofrer a negativação. No entanto, as empresas geralmente esperam um tempo mais longo para tomar essa medida.

Cabe reforçar igualmente que há um prazo máximo que a lei estipula para a companhia ir negativar a dívida junto aos órgãos de proteção ao crédito. Não obstante, também se emprega esse mesmo prazo  para a cobrança da dívida na Justiça.

Assim, esse prazo é de 5 anos, os quais começam a ser contabilizados a partir do dia que a dívida venceu e não foi paga.

 

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...