Refinanciamento de empréstimo consignado Santander: saiba como funciona

Produto financeiro pretende ajudar na organização do orçamento dos clientes

-- Continuar depois da publicidade --

Cliente do Santander que solicitou crédito consignado pode solicitar o refinanciamento de empréstimo consignado Santander. A instituição financeira oferece essa possibilidade para facilitar a organização do orçamento da sua clientela, tão afetada pela pandemia. Vamos ver hoje, 11/12, quais são as características do produto e se vale mesmo a pena.

Para obter acesso a esse serviço, o usuário deverá entrar em contato com o gerente da sua agência bancária ou então ligar para o Atendimento. Confira adiante maiores detalhes sobre o funcionamento desse produto financeiro.

-- Continuar depois da publicidade --

Leia ainda: Câmara aprovou a suspensão do empréstimo consignado? Entenda

Refinanciamento de empréstimo consignado Santender: o que é?

refinanciamento empréstimo consignado santander como fazer (1)
Refinanciamento de empréstimo consignado Santander: como e por que fazer. Fonte da imagem: Exame/Reprodução

O refinanciamento de empréstimo consignado Santander (ou de qualquer outra instituição que ofereça esse serviço) é uma maneira de conseguir crédito, porém a partir do empréstimo que ainda está em vigor, ou seja, a partir do empréstimo atual.

Mas sem com isso precisar arcar com uma nova e diferente parcela além da que já é paga  pelo contrato vigente.

Trata-se de uma boa opção para aqueles clientes que já quitaram ao menos uma parte do contrato do crédito consignado e necessitam novamente de crédito e também decidem continuar na mesma instituição financeira.

Leia ainda: Vai ter suspensão do desconto do empréstimo consignado? Entenda

Portanto quando o consumidor quita parcialmente as parcelas do empréstimo consignado, o banco oferece a oportunidade de refinanciar esse mesmo contrato. Assim sendo, o cliente pode ter um dinheiro extra em mãos, continuando a pagar o mesmo valor de prestação, mas com o tempo de quitação alongado.

Um exemplo: imagine que um certo consumidor contratou um consignado, em 48 vezes, já pagou 24 parcelas e está apertado e precisando de dinheiro. Ele pode então solicitar um refinanciamento. O contrato será refinanciado no prazo original, de 48 prestações (mais 24 meses pra frente, portanto). O banco irá abater essa dívida e vai liberar a diferença para o cliente.

-- Continuar depois da publicidade --

O refinanciamento consignado, também intitulado como “refin”, é guiado por meio da Lei nº 10.820/2003, que efetua a regulamentação dos empréstimos consignados.

Como funciona a renovação do crédito consignado?

O refinanciamento de empréstimo consignado Santander, igualmente chamado de renovação de crédito consignado, demanda que se tenha quitado pelo menos de 15% a 30% das parcelas. Logo que as parcelas são quitadas, o saldo devedor se reduz e o limite disponível vai aumentando.

Quando se refinancia o contrato de empréstimo, o saldo devedor é quitado e a diferença é liberada para o usuário como um novo saldo, um novo empréstimo, na conta desse mesmo usuário. Quanto maior for o número de parcelas que já foram pagas, maior será o valor a ser liberado.

Leia ainda: Suspensão do empréstimo consignado ainda causa dúvidas; entenda aqui

Essa renovação pode ser efetuada por servidores públicos, aposentados e pensionistas do INSS, militares das Forças Armadas e trabalhadores das empresas privadas que possuam convênio com a instituição.

O prazo máximo para refinanciamento é de 96 meses para os servidores públicos, 72 meses para aposentados e pensionistas do INSS e 60 meses para os militares das Forças Armadas Brasileiras.

Para efetuar essa renovação, conforme citado anteriormente, basta procurar uma das agências da instituição e avaliar os valores e prazos. A proposta será avaliada pelo Santander e averbada de novo.

Portanto, para quem está precisando de recurso urgente e não tem como conseguir de forma mais barata, o produto pode ser uma solução.

É sempre recomendável, entretanto, que o consumidor avalie se de fato precisa do recurso para fazer algo significativo; bem como fazer as contas sobre quanto terá pago ao final do contrato. E só então decidir sobre o comprometimento de parte de sua renda para pagamento mensal, por ainda mais tempo.

 

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...