Looks like you have blocked notifications!

Olimpíada 2021 custará cerca de US$960 milhões

Devido à Covid-19 as medidas de prevenção na Olimpíada custarão cerca de US$960 milhões

-- Continuar depois da publicidade --

Segundo os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio, que acontecerão em 2021, os custos das medidas para o combate à Covid-19 na Olimpíada estão calculados em torno de 100 bilhões de ienes, aproximadamente 960 milhões de dólares, valor que foi noticiado pelo Kyodo News nesta segunda-feira, dia 30 de novembro.

Um dia antes, dia 29 de novembro, a impressa japonesa tinha divulgado que os custos totais do adiamento dos Jogos por um ano seriam de cerca de 200 bilhões de ienes, aproximadamente 1 bilhão e 920 milhões de dólares.

-- Continuar depois da publicidade --

Um porta voz dos organizadores comentou a reportagem da Kyodo, dizendo a Reuters que um anúncio oficial será feito em um relatório provisório após conversas entre a Tóquio-2020, o governo metropolitano de Tóquio e o governo japonês na quarta-feira (2).

-- Continuar depois da publicidade --

No último orçamento oficial, que tinha sido fornecido pelo comitê organizador em dezembro de 2019, alguns meses antes de o evento ser adiado devido à pandemia da Covid-19, era de 12,6 bilhões de dólares.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) disse que espera pagar 800 milhões de dólares de custos adicionais resultantes do atraso, mas os organizadores japoneses não apresentaram uma cifra específica.

Antes do final do ano, o comitê organizador da Tóquio-2020 deve anunciar oficialmente um orçamento mais conclusivo.

Veja também: Marcelinho Carioca aposta em novo presidente do Corinthians

Olimpíada 2021 vai acontecer com ou sem pandemia

Olimpíada 2021 vai acontecer com ou sem pandemia / Reprodução: @Veja
Olimpíada 2021 vai acontecer com ou sem pandemia / Reprodução: @Veja

Devido à pandemia da Covid-19 neste ano de 2020, os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 foram adiados para 2021, momento em que serão realizados, independentemente, se ainda houver a pandemia da Covid-19.

Quem fez essa afirmação foi John Coates, vice-presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), durante uma entrevista por telefone à AFP, no mês de setembro de 2020.

John insistiu dizendo que os Jogos Olímpicos começarão em 23 de julho de 2021 com ou sem a Covid-19.

“Serão os Jogos que vão superar a Covid-19, a luz no fim do túnel”, declarou.

John Coates ainda afirmou que o tema da Olimpíada 2021 continuará sendo “a reconstrução após os danos provocados pelo tsunami”.

Esse tema tem referência ao terremoto e tsunami que devastaram o nordeste do Japão em 2011, e, até este ano, os Jogos Olímpicos só haviam sido cancelados ou adiados em períodos de guerra.

Os Jogos Olímpicos de 2020 deveriam ter começado em 24 de julho de 2020, mas, historicamente, os organizadores tomaram a decisão, em março deste ano, de adiar os Jogos para o verão do hemisfério norte de 2021, devido à propagação da Covid-19 por todo o mundo.

O governo também quer os jogos

O governo também quer os jogos /Reprodução: @Uol
O governo também quer os jogos /Reprodução: @Uol

O governo japonês afirmou que não quer um novo adiamento, porém suas fronteiras continuam fechadas para os estrangeiros e muitos pesquisadores duvidam que a pandemia esteja sob controle no segundo semestre de 2021.

Algumas pesquisas feitas no Japão mostram que muitos japoneses desejam um novo adiamento ou o cancelamento dos jogos devido à Covid-19.

Thomas Bach, presidente do COI, havia declarado, antes da Covid-19, que esses seriam os Jogos Olímpicos com a melhor preparação que já tinha observado, pois as sedes já estavam  quase todas concluídas e, agora devido à paralisação já estão, e disse também que a vila olímpica é incrível, e que tudo estava bem.

Veja também: Messi homenageia Maradona, porém Barcelona pode ser multado

Looks like you have blocked notifications!

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...