CPF restrito: veja 4 maneiras de ficar com nome sujo no SPC e Serasa sem notar

Algumas atitudes específicas podem ser perigosas e levar o consumidor à negativação em órgãos de proteção ao crédito

Anúncio


CPF restrito – Ter o nome limpo no SPC e Serasa tende a ser um dos maiores patrimônios que um consumidor pode ter. Obviamente, como se sabe, as possibilidades de usufruir de diversos produtos e serviços só aumentam para quem tem um retrospecto positivo no mercado. No entanto, todo cuidado é pouco. Eventualmente, pode acontecer de se ter certas atitudes que acabam levando ao nome sujo no órgãos de proteção ao crédito. Confira nesta quinta-feira (29), portanto, quais são essas atitudes e como evitá-las.

Continua depois da publicidade

Leia ainda:Saiba como consultar e limpar o CPF no Serasa Consumidor

As maneiras de ficar com o CPF restrito sem notar

CPF restrito: 4 maneiras de ficar com o nome sujo no SPC e Serasa sem notar
CPF restrito: 4 maneiras de ficar com o nome sujo no SPC e Serasa sem notar

Ter o nome sujo no CPF restrito no SPC e Serasa sem notar está relacionado ao descontrole financeiro. De fato, quando uma pessoa não preza por um bom planejamento e não se empenha incansavelmente no controle dos seus rendimentos e, claro, na correta aplicação de seus recursos, o endividamento é uma possibilidade muito grande.

Continua depois da publicidade

Quando se pensa em falta de controle financeiro, a primeira coisa que vem à mente é gastar demais. Com efeito, gastar mais do que se ganha, de forma indiscriminada, é um dos maiores fatores de endividamento.

Continua depois da publicidade

Leia ainda: Penhor, empréstimo com garantia ou consignado: qual melhor opção sem consulta SPC/Serasa?

Frequentemente, as pessoas vão gastando até chegar a um ponto onde a situação fica insustentável. Por conta disso, elas contraem uma dívida e ganham uma restrição no nome.

Entretanto, gastos em excesso não são as únicas causas de ter o nome sujo sem perceber. Veja adiante outras possíveis causas.

Emprestar o cartão ou pedir empréstimo em seu nome para alguém

Emprestar o cartão de crédito para um amigo ou solicitar um empréstimo para um parente, por exemplo, pode resultar em enormes dores de cabeça.

Pois ainda que não tenha sido o consumidor em questão que tenha contraído a dívida, é o nome dele que vai ser negativado no SPC e Serasa, em caso de inadimplência dos favorecidos por ele.

Usar em excesso o cheque especial e rotativo do cartão de crédito

Outros dois grandes vilões dos consumidores são o cheque especial e o rotativo do cartão de crédito.

Frequentemente, elas são as modalidades de crédito com alguns dos juros mais elevados do mercado.

Se não houver cautela, o montante da dívida cresce rapidamente. Dessa forma, caso o consumidor não tenha controle, e, por sua vez, estanque a sangria rapidamente, pode acabar ficando negativado bem antes do que imagina.

Um empréstimo sem planejamento, pode te deixar com o CPF restrito

Erro de planejamento para solicitar um empréstimo também se apresenta como causa importante para a negativação de nomes. O aconselhável é sempre solicitar um empréstimo quando se tem a ideia clara do que vai fazer com o montante.

Isso é, vai-se gastar com educação, resolver uma questão médica ou pagar uma dívida com juros mais altos, por exemplo. E o planejamento é simplesmente fundamental nesse processo.

Antes de pedir crédito, vale a pena considerar se haverá condições de arcar com o pagamento das parcelas mesmo em caso de desemprego. O ideal é que o acerto que receberá na rescisão do contrato seja suficiente para quitar o montante do débito.

Também é importante tentar acomodar melhor o estilo de vida, para conseguir sobreviver apenas com o seguro-desemprego por um tempo, até voltar ao mercado de trabalho.

Ser fiador

Antes de mais nada, vale esclarecer que não há problema em ser fiador. O problema reside em não se ter cuidado em avaliar com cautela e conhecer bem a pessoa da qual será fiadora.

Se isso não é feito, as chances de levar um calote e ter que arcar com a divida são bem grandes.

A fiança é uma operação de risco, é bom, portanto, que o fiador seja consciente das consequências. Até mesmo se preparando com alguma reserva financeira, para o caso da falta de pagamento daquele que recebeu a fiança.

Livrando-se dos principais equívocos financeiros

Para evitar ficar com o CPF restrito todo cuidado é pouco. Desse modo, adotar estratégias inteligentes, cautelosas e bem pensadas, pode ajudar e muito, a impedir um deslize financeiro.

Como já apontado de início, o nome é um dos maiores patrimônios que um consumidor pode ter no mercado. Afinal, é tendo o nome limpo que se pode obter crédito para viabilizar projetos e suprir necessidades.

Leia ainda: Banco Paulista fornece empréstimo com garantia; conheça condições

Deve-se evitar ao máximo ter uma conduta financeira imprudente e descuidada. São os deslizes cometidos em determinados momentos que podem comprometer sua vida financeira por meses a fio.

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies