Saque do Bolsa Família bloqueado? Saiba o que fazer para reverter a situação

Principal programa de combate à fome e à desigualdade do país, o Bolsa Família presta assistência social e econômica a milhões de famílias carentes. No entanto, devido ao não cumprimento das regras do benefício, algumas pessoas acabam por perder o acesso às parcelas mensais. Dessa maneira, se o problema for o Bolsa Família bloqueado, fique atento, pois vamos trazer aqui hoje (25/10), sobre como proceder nesses casos.

Bolsa Família bloqueado? Saiba o que fazer para reverter a situação
Bolsa Família bloqueado? Saiba o que fazer para reverter a situação – Imagem: Divulgação G1

-- Continuar depois da publicidade --

A situação é passível de resolução; ou seja, há formas de recuperar o acesso ao benefício, mesmo se houve algum bloqueio. Confira a seguir o que fazer.

Leia também: Auxílio emergencial do Bolsa Família não caiu na conta? Entenda a situação

O que fazer diante do Bolsa Família bloqueado

Todos os beneficiários do Bolsa Família precisam atender ao regulamento do programa como forma de assegurar a sua permanência e o recebimento regular das parcelas.

Caso contrário, o benefício é bloqueado e a parcela retida, permanecendo assim até a regularização que deve ser feita pelo Responsável Familiar (RF).

Neste contexto, o Bolsa Família, mesmo já bloqueado, poderá voltar ao pagamento normal. Para tanto, é necessário que o RF se dirija até a unidade do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) do município ou setor responsável pelo programa e informar que não conseguiu sacar o benefício.

Após este contato, será informado o motivo pelo qual a parcela está suspensa e o Bolsa Família bloqueado. O beneficiário será, portanto, orientado a como proceder, pois o bloqueio é ocasionado, via de regra, em face de alguns fatores. Fazendo a correção dessas causas de bloqueio, o pagamento retorna.

Como evitar que o benefício seja bloqueado

-- Continuar depois da publicidade --

Atenção, pois, segundo a Secretaria Especial do Desenvolvimento Social, as ações pró ativas dos beneficiários que impedem o bloqueio do Bolsa Família são:

  • 1- Cumprimento das condicionalidades;
  • 2- Atualização cadastral.

A primeira diz respeito à responsabilidade dos beneficiários em cumprir as regras do programa que dispõem sobre a matrícula ativa e frequência escolar regular de alunos com até 17 anos de idade, bem como o acompanhamento médico de gestantes e crianças em fase de amamentação.

Já a segunda, trata sobre o registro atualizado da composição familiar em um panorama geral: então se houve mudança de endereço, se houve mudança de emprego, nascimento de criança, falecimento de integrantes ou outra alteração qualquer, deve-se informar ao governo.

Esta atualização deve ser feita, necessariamente, a cada dois anos no mesmo setor municipal onde foi feita a inscrição no CadÚnico.

O Representante Familiar precisa agir

Para que a parcela seja mensalmente repassada, precisa-se atender aos critérios apontados acima. Caso contrário, o Bolsa Família será bloqueado. E a situação poderá evoluir para um problema maior, com o cancelamento do benefício se houver inércia do interessado.

Dessa forma, o Responsável deve regularizar a situação pendente em um prazo máximo de 6 meses.

Veja agora: Esqueceu ou perdeu? Saiba como recuperar a senha do cartão Bolsa Família

Já caso o bloqueio tenha acontecido, o beneficiário tem direito a receber todas as parcelas retidas de uma só vez, desde que saia da condição de descumprimento das obrigações.

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...