Festa debaixo do viaduto: ex-detento se forma em Belo Horizonte depois de descobrir talento

A profissão teve início quando ainda estava preso, depois de descobrir a destreza para a atividade

Júlio César, ex-detento, teve sua vida transformada. Depois de sair da cadeia, amanhã (01/12) fará uma festa debaixo do viaduto, comemorando a formatura do curso de barbeiro. O local, na Região Leste de Belo Horizonte, é onde atualmente ele trabalha.

Assim, leia também: Mulher que caiu da cobertura de um prédio em BH tem a morte investigada pela Polícia Civil

O rapaz deu início ao ofício lá dentro da penitenciária
O rapaz deu início ao ofício lá dentro da penitenciária – Foto: Arquivo Pessoal

O rapaz deu início ao ofício lá dentro da penitenciária, utilizando somente uma lâmina simples de barbear. Antes de terminar o cumprimento da pena, Júlio ganhou o curso, agora exercendo a profissão depois da festa debaixo do viaduto.

Festa debaixo do viaduto marca nova etapa na vida de ex-detento

O local de trabalho, o viaduto do Floresta, bairro da Região Metropolitana de BH, recebe aproximadamente dez pessoas diariamente. A “barbearia” improvisada recebe homens para fazer corte de cabelo e aparar a barba.

A cadeira fica instalada próxima de um pilar. A mesa é improvisada, onde Júlio prepara uma tesoura, uma navalha, assim como o aparador do cabelo.

Segundo o homem, as pessoas entram lá feias e saem bonitas. O barbeiro faz um trabalho quase voluntário, uma vez que recebe o pagamento somente de quem pode pagar.

Isso porque seu público é composto de moradores de rua, ambulantes e motoboys. O trabalho de caridade é feito como um divisor de águas em sua vida, uma vez que teve a grande oportunidade ainda na cadeia.

Depois de cumprir dez anos de pena pelo crime de tráfico de drogas, mudou radicalmente de vida. Júlio conta que fez muitas besteiras na vida, perdeu família, bem como amigos. Entretanto, não se abalou e quis fazer algo para se “movimentar”.

Ademais, leia também: Dia da Consciência Negra: João Beto, homem morto por seguranças do Carrefour, é lembrado em protesto na capital mineira

Dessa forma, passou a cortar os cabelos dos companheiros de cela com as lâminas de barbear. Os outros detentos gostaram do trabalho, e o barbeiro começou a ver sua clientela aumentando aos poucos lá dentro.

Fim da detenção e descoberta de um talento

Júlio foi liberado da detenção há alguns meses. Ele mora atualmente em um dos albergues da Prefeitura, onde também corta os cabelos dos moradores. Sua fama logo foi se espalhando, então, o rapaz teve a ideia de trabalhar no viaduto em frente à sua residência.

Para ampliar seus conhecimentos na área, o ex-detento, além de fazer a festa debaixo do viaduto em comemoração à sua formatura e nova vida, ingressou em um curso profissionalizante. A ajuda para tal veio do Presp (Programa de Inclusão Social de Egressos do Sistema Prisional), que cedeu uma bolsa.

Um dos professores do curso de barbeiro afirmou que Júlio tem bastante talento. Ele apenas se adaptou às novas máquinas, tesouras, assim como navalhas. O rapaz apenas precisava dos materiais adequados, aprendendo como fazer o trabalho e evoluindo rápido.

Sua formatura será amanhã (01/12) no espaço onde funciona seu “salão”. Ou seja, vai haver festa debaixo do viaduto na Avenida Francisco Sales. Júlio diz que não apenas corta cabelos, mas faz uma verdadeira transformação na autoestima.

Portanto, você também pode se interessar: Arrastado no asfalto: homem que tentou impedir roubo de carro em Sabará passa bem e suspeito é preso dois meses depois

Comments
Loading...