Auxílio emergencial é liberado para 22 mil pessoas que contestaram

Cidadãos que pediram nova avaliação de seus dados em dezembro voltam a receber o benefício que havia sido suspenso ou bloqueado

Auxílio emergencial é liberado para 22 mil pessoas que contestaram (Foto: Pexels)
0

O governo federal anunciou o pagamento do auxílio emergencial para mais 22 mil pessoas que fizeram contestações ou passaram por reanálises após o fim do programa de apoio às famílias de baixa renda em 2020. Saiba hoje (11) quais foram os cidadãos que receberam aprovação para o benefício.

O auxílio emergencial perdurou entre os meses de abril e dezembro de 2020 e atingiu uma base de mais de 67 milhões de cidadãos brasileiros que fizeram cadastro ou foram automaticamente inscritos – no caso de beneficiários do Bolsa Família.

Quanto às inscrições feitas através de site ou aplicativo do auxílio, o Ministério da Cidadania verificou e rejeitou milhões de pedidos feitos por cidadãos que não tinham direito a receber através da DataPrev, responsável por analisar o perfil de quem solicitava o benefício.

Auxílio emergencial é liberado para 22 mil pessoas que contestaram
Auxílio emergencial é liberado para 22 mil pessoas que contestaram (Foto: Ministério da Cidadania)

Contestação foi aberta em 2020 após bloqueios de cadastros do auxílio

Apesar do governo afirmar ter sido rigoroso nas análises, foi grande o número de beneficiários irregulares. Em dezembro, o governo notificou que mais de 2 milhões de pessoas precisavam devolver o benefício recebido sem ter direito.

Em meio a cadastros suspensos por irregularidades, também houve injustiças e erros de avaliação. Por exemplo, bloqueio de benefício para quem tinha direito. E por este motivo foi aberto o período de contestação pelo site da própria DataPrev.

Milhões de pessoas enviaram pedidos de contestação ou reanálises ao site da empresa de tecnologia e previdência, ligada ao Ministério da Economia. E muitos desses foram devidamente aceitos, voltando a receber o benefício.

O Ministério da Cidadania garante que todas as contestações realizadas até o final de dezembro estão sendo analisadas e serão respondidas, assim como fez nesta última quarta-feira.

Auxílio emergencial é liberado para mais 22 mil pessoas

Foram novamente aprovados para o benefício os cidadãos que enviaram contestações entre os dias 17 de dezembro e 26 de dezembro e que tenha sido considerado como elegível para receber o benefício no dia 10 de fevereiro.

Ou seja, a maior parte dos cidadãos que contestaram e voltaram a receber nesta rodada de pagamentos é do grupo de beneficiários do Bolsa Família.

Isso porque, o período de contestação para quem era cadastrado pelo aplicativo terminou em 18 de dezembro e continuou aberto para quem é do Bolsa Família até o fim do mês.

Quais parcelas serão pagas?

O pagamento varia de acordo com o que cada cidadão ainda tinha a receber de auxílio em 2020. Ou seja:

  • 12 mil pessoas vão receber as parcelas 1 a 5 do auxílio emergencial;
  • 10 mil pessoas vão receber aas parcelas 6, 7, 8 e 9;
  • 371 pessoas vão receber as parcelas 7 a 9.

Novo auxílio emergencial Rodrigo Pacheco discute assunto com Paulo Guedes

Novo presidente do Senado articula parceria com Ministério da Economia para um novo programa de assistência social em 2021. Saiba como foi esta reunião…

Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informações