Mudou o calendário do Bolsa Família 2020? Entenda melhor

A pergunta tem alcançado um patamar alto nas pesquisas do buscador do Google

Anúncio


Anualmente o Ministério da Cidadania (instituição federal responsável pelas pautas sociais) divulga o calendário completo do Bolsa Família, válido por todo o ano vigente. No entanto, em 2020, o programa passou por uma das mais significativas e importantes mudanças desde a sua criação: a substituição pelo auxílio emergencial. Sendo assim, mudou o calendário do Bolsa Família?

Continua depois da publicidade
Mudou o calendário do Bolsa Família 2020? Entenda melhor
Mudou o calendário do Bolsa Família 2020? Entenda melhor – Imagem: Divulgação G1

A dúvida é pertinente, visto que mais da metade dos atendidos pelo Bolsa passaram a ter acesso, desde abril, à ajuda emergencial paga em razão da pandemia pela Covid-19.

Leia também: 13º Bolsa Família: em caso de pagamento, calendário já está disponível

Continua depois da publicidade

Mudou o calendário do Bolsa Família?

No último dia 2 de setembro, a Medida Provisória nº 1.000/20 foi publicada no Diário Oficial da União estabelecendo a segunda prorrogação do auxílio emergencial.

Continua depois da publicidade

Dessa forma, as parcelas restantes, chamadas de residuais, serão pagas até dezembro com cotas reduzidas: ao invés de R$ 600 e R$ 1.200, serão de R$ 300 e R$ 600.

O pagamento do auxílio residual, então, começou ainda no mês passado para os beneficiários do programa.

No entanto, ocorreu mudança no calendário do Bolsa Família 2020? A resposta é não.

Para as categorias aptas ao recebimento do auxílio emergencial, foram criados calendários específicos. Porém, para os beneficiários do programa esta ação não foi necessária.

Isto porque o Bolsa possui um calendário próprio. Assim, o governo optou por usar o calendário regular do programa para estabelecer as datas de pagamento.

Portanto, o calendário do Bolsa Família 2020 não foi alterado, mas usado como cronograma de pagamento para os beneficiários aptos ao auxílio emergencial; dessa forma acontecerá até o final do ano.

Calendário 2020 completo

Além dos beneficiários aptos a receberem o auxílio emergencial temporário, os atendidos pelo Bolsa Família que não tiveram o programa substituído, também têm o saque determinado pelo mesmo calendário.

Sendo assim, as datas são definidas pelo Número de Identificação Social (NIS) que cada beneficiário possui. O NIS consiste em um conjunto número formado por 11 dígitos.

O dígito final (que pode ser qualquer número entre 0 e 9) determina a data de pagamento.

Desse modo, a parcela mensal só pode ser retirada na data específica, nunca antes. Porém, caso o beneficiário esteja impedido de efetuar o saque no dia, tem até 3 meses (90 dias) para realizá-lo.

Dito isso, confira o calendário completo do Bolsa 2020:

Mudou o calendário do Bolsa Família 2020? Entenda melhor
Mudou o calendário do Bolsa Família 2020? Entenda melhor – Imagem: Divulgação Ministério da Cidadania

Neste mês, o auxílio emergencial residual pagará a 7ª parcela aos beneficiários do Bolsa Família, começando neste segunda-feira (19).

Veja ainda: Bolsa Famíla de outubro: confira agora mesmo calendário atualizado

Portanto, somente beneficiários cujo final do NIS termina em 1 recebem hoje, os demais devem seguir as datas estabelecidas.

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies