Vai dar entrada no seguro-desemprego? Documentos podem variar

Há categorias distintas de profissionais com direito a receber o seguro, desse modo, a documentação também pode variar

Anúncio


Com base nas buscas crescentes em que o tópico são os documentos necessários para dar entrada no seguro-desemprego, o Folha Go dará mais detalhes sobre o assunto nesta segunda-feira (16).

Continua depois da publicidade

No entanto, vale lembrar que o auxílio temporário é pago aos trabalhadores recém desempregados que, por sua vez, prestaram serviço sob o regime CLT (de carteira assinada).

Documentos necessários para dar entrada no Seguro-desemprego; veja variações de acordo com a categoria
Documentos necessários para dar entrada no Seguro-desemprego; veja variações de acordo com a categoria

Isso posto, confira adiante a documentação necessária para solicitar a ajuda financeira. Ressaltando que ela pode variar, pois há categorias distintas de profissionais com direito a receber o seguro.

Continua depois da publicidade

Leia também: Número do requerimento do seguro-desemprego: saiba o que é e onde localizar

Continua depois da publicidade

Quais os documentos necessários para dar entrada no seguro-desemprego

Garantido por lei, o seguro-desemprego é um benefício concedido aos trabalhadores formais dispensados sem justa causa.

O objetivo da ajuda financeira é conceder o subsídio temporário para que o trabalhador possa se sustentar e, claro, se recolocar no mercado de trabalho, visto que não possui outra renda.

Desse modo, para cada categoria contemplada, a documentação exigida para solicitar o seguro-desemprego é diferenciada.

Sendo assim, tem direito ao seguro, os trabalhadores das seguintes categorias:

  • Formal e doméstico, em virtude da dispensa sem justa causa, inclusive dispensa indireta; ou seja, quando o empregado decide sair da empresa por falta grave do empregador;
  • Formal com contrato de trabalho suspenso em virtude de participação em curso ou programa de qualificação profissional oferecido pelo empregador;
  • Trabalhador resgatado (situação semelhante ao trabalho escravo);
  • Pescador profissional durante o período do defeso; isto é, quando a pesca é proibida devido à preservação de espécies.

Para cada categoria, portanto, a documentação exigida para dar entrada no seguro-desemprego tem uma variação.

Trabalhador formal e Bolsa de Qualificação Profissional

Para o trabalhador formal e para aqueles que foram temporariamente suspensos para se qualificarem profissionalmente, a documentação necessária para dar entrada no seguro é a seguinte:

  • Documento de identificação (Carteira de Identidade ou Carteira Nacional de Habilitação – Modelo novo ou Carteira de Identificação Profissional ou que contenha o número do PIS/Pasep);
  • Comprovante de inscrição no PIS/Pasep.

Profissional doméstico e pescador

Já para essas categorias, o documento obrigatório é:

  • Documento de identificação (Carteira de Identidade; Carteira Nacional de Habilitação – Modelo novo, mesmo estando fora do prazo de validade; Carteira de Identificação Profissional; CTPS modelo informatizado ou CTPS modelo não informatizado, emitida antes de 20 de janeiro de 1997; Passaporte ou Carteira de identificação funcional).

No entanto, vale ressaltar que a foto no documento deve estar atualizada e apta para reconhecer o potencial beneficiário.

Trabalhador resgatado

Para o trabalhador resgatado da situação de emprego análoga à escravidão, a documentação necessária para dar entrada no seguro-desemprego é esta:

  • CDTR – Comunicação de Dispensa do Trabalhador Resgatado;
  • Comprovante de inscrição no Programa de Integração Social – PIS;
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social, devidamente anotada pelo auditor fiscal do Ministério do Trabalho e Emprego; ou Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho – TRCT; ou documento emitido pela fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego que comprove a situação de ter sido resgatado da situação análoga à escravidão.

Portanto, segundo a Caixa Econômica Federal (CEF), estes são os documentos necessários para que seja possível dar entrada no seguro-desemprego.

O pedido poderá ser feito de forma online, através do Portal Emprega Brasil ou pelo aplicativo Carteira de Trabalho Digital, disponível gratuitamente para os sistemas Android e iOS.

Confira agora: Pessoas podem dar entrada no requerimento seguro-desemprego web; saiba mais

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies