Bitcoin hoje: entenda a concentração com poucas pessoas

Bitcoin hoje: entenda a concentração com poucas pessoas/ Reprodução: unsplash
0 162

- Advertisement -

Hoje, 8 de novembro de 2021. A equipe do Folha Go traz as principais informações sobre Bitcoins e seus principais detalhes. Confira conosco!

Conforme o bitinforcharts.com — site que possui charts de criptomoedas — uma pequena quantidade de endereços, as carteiras digitais, detém mais da metade de todas as criptomoedas em circulação no mundo.

Expressando este dado em dinheiro, estamos falando de uma riqueza de US$434,7 bilhões. Segundo o Escritório Nacional de Pesquisa Econômica (NBER), 10.000 investidores de bitcoin controlam cerca de um terço do todo. 

- Advertisement -

Diante deste fato, surgem alguns questionamentos, pois o Bitcoin reivindica a descentralização das finanças e a democratização hoje apresenta uma situação extremamente desigual. 

Como isto pode acontecer?

Bitcoin hoje: entenda a concentração com poucas pessoas/ Reprodução: unsplash
Bitcoin hoje: entenda a concentração com poucas pessoas/ Reprodução: unsplash

Segundo Satoshi Nakamoto, fundador do Bitcoin, a moeda não possui relação com a ideia de redistribuição de riqueza. Sua proposta é voltada para descentralização, ou seja, a moeda não é gerenciada por um órgão central. Todos os trâmites são realizados em rede por computadores.

Além disso, como  bitcoins podem ser divididos e fracionados, ele pode ser operado em pequenas porções compor pessoas com pouca riqueza. 

- Advertisement -

Ademais, é preciso considerar que boa parte dos detentores de Bitcoins adquiriram a moeda anos atrás, quando ela valia bem menos do que hoje em dia. Muitos dos compradores da época realizaram a compra pensando no ideal da criptoeconomia, não necessariamente tendo em mente o lucro. Em suma, quem chegou na frente ganhou, e a concentração nas mãos de poucas é fruto do próprio efeito da moeda. 

Bitcoin Hoje: Carteiras frias

Outro ponto a ser considerado são as chamadas “carteiras frias”. Este é um termo usado para designar as carteiras de plataformas de câmbio, as corretoras de Bitcoins.

Logo, uma parcela desta equação são bitcoins de pessoas físicas que possuem seus ativos em suas contas de corretoras. As Exchanges (corretoras) transferem os criptoativos das carteiras dos clientes para as da empresa para operar nas negociações.

Contudo, muitas vezes as exchanges mantém os ativos lá para elevar o valor montante da empresa. Não surpreende o fato do endereço mais rico em bitcoin do mundo no chart ser da corretora Binance.

Com isso, aumenta o argumento e a insegurança com a possibilidade de o Bitcoin ser instável devido esta grande quantidade de concentração partindo do conceito das “baleias” no mercado.

O que são “baleias?

Brevemente, as chamadas “baleias” são endereços de carteiras digitais onde grandes, quantidades de moedas podem ser rastreadas. O medo surge da possibilidade destas “baleias” se moverem e impactem negativamente o valor de mercado dos bitcoins, que continua sendo um nicho. Entretanto, o NBER realizou um estudo que constatou que a concentração diminui após fortes aumentos do preço do bitcoin, o que diminui a probabilidade da vulnerabilidade da rede. 

- Advertisement -

Comentários
Loading...