Criptomoedas: golpes com Bitcoin aumentam na Argentina

Créditos de imagem pexels
0

Nesta quarta-feira (24) de novembro o FolhaGO trás as principais informações sobre a pirâmide financeira, envolvendo criptomoedas na Argentina. Então vamos conferi os detalhes.

Assim como aconteceu no Brasil há alguns meses, nesse momento a Argentina sofre com esquemas de pirâmide e outros golpes. Eles são aplicados em investidores que apostam em bitcoin e outras criptomoedas. O aumento se deu de acordo com a difusão do mercado de moedas digitais no país.

Criptomoedas: golpes com Bitcoin aumentam na Argentina Créditos de imagem unsplash

Assim como o real, a moeda da Argentina sofre com a inflação. Essa situação faz com que investidores busquem um jeito de proteger o seu dinheiro. Por isso, o bitcoin e as outras moedas do tipo estão em alta. Dessa forma, com a rápida difusão do ativo, a população do país ainda está bastante vulnerável a golpes aplicados com a moeda e sofre com as novas fraudes.
Golpes com criptomoedas
Um tipo de golpe bastante popular na Argentina é o esquema de pirâmides com bitcoin. A pirâmide é um esquema ilegal que funciona por meio da indicação de membros. Ou seja, uma pessoa paga uma certa taxa para entrar no grupo e, a partir disso, ela precisa indicar um certo número de pessoas. A partir da indicação, ela pode receber uma remuneração.
Bitcoin Em R$ 2,5 Milhões Em 2022: PlanB Acredita Que Sim
Dessa forma, essas pessoas também pagarão uma taxa para entrar e também precisarão indicar mais pessoas, e assim em diante. Esse tipo de esquema é crime, uma vez que é apenas bom enquanto novas pessoas estão sendo atraídas. Portanto, em algum momento alguém vai sofrer um prejuízo.

O esquema de pirâmide se adapta à medida em que as moedas digitais se popularizam. Hoje em dia, as empresas criam eventos luxuosos para atrair novos “investidores”, com promessas de um lucro alto.

Javier Madariaga, representante da ONG Bitcoin Argentina, faz um alerta ao mercado local de moedas digitais e afirma que a ONG está atenta a novos negócios no local.

Criptomoedas: golpes com Bitcoin aumentam na Argentina Créditos de imagem unsplash
Casos famosos
Alguns casos de vítimas de golpes parecidos se tornaram populares e inclusive saíram na imprensa. É o caso do argentino que perdeu mais de R$ 1 milhão em um golpe brasileiro de bitcoin. O argentino Augusto Álvarez investiu em bitcoins pela Atlas Quantum, empresa brasileira que prometia lucros de até 38%.

A empresa dizia possuir um algoritmo que fazia transações de forma automática. Ele seria capaz de comprar pelo menor preço e vender quando a moeda subisse. No entanto, tudo se tratava de um esquema de pirâmide.

Nesse sentido, o argentino não está sozinho. A empresa aplicou o golpe em outras 40 mil pessoas. Ou seja, essas pessoas também sofreram vários prejuízos. A empresa em questão possui mais de 400 processos judiciais sendo movidos contra ela, somente na justiça do estado de São Paulo.
Bitcoin Em R$ 2,5 Milhões Em 2022: PlanB Acredita Que Sim

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.