Vale a pena ter um cartão de crédito no Brasil? Compare com alguns países

Não há como negar que o produto é importante na vida das pessoas, mas juros altos podem ser um risco

Anúncio


Sem sombra de dúvidas, trata-se de uma pergunta bastante difícil de responder. Afinal, o cartão de crédito no Brasil ou em qualquer outro lugar, é uma ferramenta financeira de enorme utilidade. Aliás, existem compras que só são realizadas com o uso do cartão de crédito; passagens aéreas são um exemplo disso. Nesta sexta-feira (25/03), portanto, aqui no Folha Go, tocaremos nessa ferida.

Continua depois da publicidade

Como se sabe, é inegável que o cartão pode servir para uma infinidade de situações, sendo de grande utilidade, sobretudo se usado com inteligência. Além disso, também não há como negar que muitas vezes as pessoas não sabem usar o cartão de forma controlada. Porém, a questão do cartão vai muito além do mau uso individual.

O uso do cartão de crédito no Brasil

O Brasil possui uma das mais elevadas taxas de juros do mundo todo. De fato, a diferença do que pagamos de juros em comparação com vários países, sobretudo aqui na América Latina, é bastante expressiva.

Continua depois da publicidade

Com efeito, de acordo com uma pesquisa realizada pela Proteste – entidade de defesa do consumidor -, comparando o juros do rotativo do cartão aqui no Brasil com o da Argentina, Peru, Venezuela, Chile, México e Colômbia, a taxa brasileira é muito maior.

Continua depois da publicidade
cartão de crédito no brasil alternativas
Vale a pena ter um cartão de crédito no Brasil? Confira. Fonte da imagem: Pixabay

Ainda que se cortasse os juros cobrados no cartão pela metade, eles ainda seriam maiores do que os praticados em outros países. Para se ter uma noção, a taxa anual média do rotativo aqui no país é de 237,9%. Por outro lado, na Argentina paga-se 50%, no Chile paga-se 40,7% e no Peru 40%.

Em outras palavras, se uma pessoa gastar R$1 mil no cartão e não pagar, ao final de 12 meses ela estará devendo aproximadamente R$3.379,00.

É curioso o Brasil estar à frente nesse ranking de juros mais elevados, quando há países com uma taxa Selic e uma inflação muito maior.

Alternativas e possibilidades

Como pode se observar, a grosso modo, em termos financeiros, não valeria a pena ter um cartão de crédito no Brasil, por contas dos juros altos. Em caso de necessidade de dinheiro, valeria a pena mesmo tomar um suposto empréstimo, que possui juros menores. Isso, obviamente, em nível micro.

E qual o impacto de juros elevados no cartão? A inadimplência, que limita bastante o poder de consumo do brasileiro. Sendo assim, uma possibilidade para ajudar a evitar isso, em nível macro, seria limitar os juros em crédito, como ocorre no Reino Unido, por exemplo.

Mas como esse segundo cenário ainda não é uma realidade efetiva no país, o recomendado mesmo é que, quando solicitar o produto, usá-lo com muita consciência. Fugindo, assim, de possíveis armadilhas que levem a inadimplência.

Vai fazer cartão de crédito pela Internet? Precisa de fácil aprovação? Listamos 3 opções

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies