Sites sobre criptomoedas são banidos por governo chinês

Investimentos, Carteira de investimentos, Bitcoin, Altcoin, Shitcoins, criptativos, criptomoedas, mineração,
0

Nesse início de dezembro, o FolhaGO trás as principais informações sobre o mundo das criptomoedas, e hoje (01) vamos falar sobre o governo da China que fechou sites de notícias sobre criptomoedas no país.

Neste ano de 2021, o governo já havia banido a mineração de moedas digitais e até a atuação de corretoras. Nesse sentido, agora o país deu um passo a mais e baniu sites que falavam sobre criptomoedas,

As informações são da Coindesk. Segundo a plataforma, três grandes sites de notícias sobre o assunto não estão mais no ar. São eles: ChainNews, Odaily e Block123. Vale lembrar que os sites não faziam nenhum tipo de transação com moedas digitais, ação proibida no país. Eles apenas davam notícias sobre as moedas no mundo.

Sites sobre criptomoeda são banidos por governo chinês
Créditos de imagem unsplash

Planos do governo da China, divulgados em setembro, já adiantaram que as agências reguladoras e o Banco Popular da China iriam fiscalizar veículos que publicaram sobre moedas digitais.

Banimento das criptomoedas

O Banco Popular da China proibiu qualquer banco ou instituição financeira de oferecer serviços que envolvem Bitcoin ou outras moedas digitais. Essa medida também vale para corretoras que operem dentro do país. Caso alguma destas instituições continue com as atividades e seja descoberta, estão sujeitas a processos legais.

 

Além disso, não apenas o Banco Popular da China tomou essa decisão, mas diversas esferas de poder do país também. Por exemplo: o Supremo Tribunal Chinês (SPC), a Suprema Procuradoria Popular (SPP) e o Departamento de Segurança Pública (PSB).

O governo da China possui planos para lançar a sua própria moeda digital, chamada Yuan Digital. Dessa forma, esses planos possivelmente estão relacionados à recente proibição das moedas no país. Especialistas afirmam que as medidas não serão um empecilho para o crescimento do Bitcoin e de outras moedas. 

Sites sobre criptomoeda são banidos por governo chinês
Créditos de imagem unsplash

A principal moeda digital chegou a registrar uma queda, influenciada pela notícia. No entanto, o bitcoin se recuperou pouco tempo depois e segue um fluxo de alta. As altcoins, criptomoedas alternativas, são bastante afetadas pelas variações do Bitcoin e também registraram uma queda. No entanto, também se recuperam e seguem o fluxo de alta da moeda mais popular.

Sites de notícias

 Nesse sentido, as medidas fizeram com que sites como o ChainNews atuassem somente em redes sociais e por aplicativos de mensagens, como o Telegram. Os aplicativos também são proibidos no país, mas podem ser acessados por meio de VPNs.

Apesar do decreto de banimento e da repentina queda dos sites, nenhum administrador dos sites retirados do ar confirmou que se trata de uma medida do governo. No entanto, a ferramenta de firewall Blocky GreatFire demonstra que os sites foram censurados, o que justifica a dificuldade de acesso.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.