Alta nos preços dos alimentos em Belo Horizonte diminui vantagem de compra no mês de abril

Veja o que compensa ou não comprar por conta da safra

-- Continuar depois da publicidade --

- Advertisement -

É comum que na mudança de um mês para o outro, determinados alimentos saiam e entram no período de safra. Com isso, se justifica a alta nos preços dos alimentos em Belo Horizonte, diminuindo a vantagem de compra em abril. Na matéria de hoje, sábado, 10 de abril, do Receitas Fáceis, do Folha Go, você vai poder verificar o que está valendo realmente a pena colocar no carrinho e o que não.

Alta nos preços dos alimentos em Belo Horizonte por conta da safra é motivo de alerta

A alta nos preços dos alimentos em Belo Horizonte, tal como em diversas outras cidades brasileiras, se deve pela safra. Alguns produtos entram, outros saem, fazendo os valores flutuarem.

- Advertisement -

Entretanto, com isso, a vantagem de compra acaba diminuindo, devendo ser motivo de alerta para os consumidores. Será que vale mesmo a pena comprar um alimento mesmo estando com um preço um pouco mais caro? Não seria mais viável levar apenas o mais barato?

Em geral, legumes, verduras, bem como frutas, são os produtos que oferecem preços sazonais. Ou seja, são preços variáveis de acordo com a colheita.

Portanto, confira também: Estudo Aponta Efeitos Que A Manga Ataulfo Tem Nas Rugas Faciais Dependendo Do Consumo

Quando estão dentro do período da safra os preços são mais baixos e a qualidade é melhor. Quando os alimentos estão no começo ou no final da safra, mantêm-se tanto com o preço quanto com a qualidade intermediária. Ademais, na entressafra (fora do período) os valores vão às alturas e nem sempre se encontra produtos de boa qualidade.

Em geral, legumes, verduras, bem como frutas, são os produtos que oferecem preços sazonais
Em geral, legumes, verduras, bem como frutas, são os produtos que oferecem preços sazonais – Foto: Canva Pro

Para ajudar os consumidores a identificar o que subiu de preço e o que abaixou, segue uma lista com os alimentos mais consumidos.

O que aumentou de preço

Confira o que está mais caro:

  • Abacaxi – Está custando R$ 5,99 a unidade;
  • Couve-flor – Está custando R$ 6,99 a unidade;
  • Pera – Está custando R$ 10,99 o quilo;
  • Pimentão – Está custando R$ 6,99 o quilo;
  • Uva Itália – Está custando R$ 14,99 o quilo.

O que diminuiu o preço

Confira o que teve uma queda no valor:

  • Banana caturra – Custava R$ 5,00 e agora custa R$ 2,99;
  • Chuchu – Custava R$ 5,00 e agora custa R$ 1,99;
  • Mandioca – Custava R$ 3,99 e agora custa R$ 2,99;
  • Melancia – Custava R$ 2,25 e agora custa R$ 1,99;

Ciente do período da safra de determinados produtos e ciente da alta nos preços dos alimentos em Belo Horizonte, a população deve fazer uma lista de compras prioritárias. Assim, será possível economizar e escolher melhor o que levará para casa.

Assim, leia mais: A comercialização do leite e seus derivados sem a devida fiscalização sanitária é extremamente perigosa para a saúde; alerta pesquisa

Recheio de frango universal com a Chef Sheila Lima

A Chef Sheila Lima dá dicas muito especiais sobre o manuseio do frango e dá uma dica muito especial: Receita de Recheio de Frango Universal.

- Advertisement -

Para obter mais conteúdos siga o Tecno Notícias no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.