As melhores dicas para evitar o erro em criptomoedas

Como o Bitcoin pode ser usado para fins criminosos; entenda a forma que eles usam / Reprodução: Pixabay
0

“Ninguém nasce sabendo” é uma que todos os brasileiros, pelo menos, já devem ter ouvido em alguma situação em que mostraram ineficácia em concluir com eficiência uma tarefa ou falhar. Mas, ao mesmo tempo que ninguém nasce sabendo, existe a possibilidade de aprender enquanto se está vivendo.

E dentro do mercado de criptomoedas, geralmente, é com o erro que se aprender. Afinal, quantas bancas os grandes investidores já não quebraram antes de conseguir embolsar uma parte do mercado?

É por isso que aqui na Folha Go nós separamos ótimos dicas, seja para os iniciantes ou para qualquer outro investidor.

Créditos de imagem unsplash

3 dicas de ouro para todo investidor em cripto

A equipe de pesquisa da Binance notou que quase 90% dos usuários de criptomoedas não são nativos das criptomoedas, ou seja, não entendem seus conceitos básicos, funcionalidades ou tokenomics. E é justamente aí onde mora o perigo.

Afinal, é a falta de conhecimento sobre onde se está entrando que leva muitos a ficarem perdidos. E com as criptos não é diferente: é essa grande maioria dos usuários que não consegue ter lucratividade dentro do mercado.

Mas, então, o que fazer para se tornar um investidor criyto native e, claro, lucrativo? Bom, aqui estão algumas dicas que nós da Folha Go separamos para que nossos leitores se tornem mais lucrativos.

E a primeira dica das 3 é: Não invista em muitas criptomoedas! Sim, isso pode parecer ir contra a ideia de diversificação do portfólio, mas não vai. Na verdade, diversificação não significa comprar várias moedas, não. Significa montar uma lista de ativos diferentes com bons tokenomics para diversificar a renda. O porquê dessa dica? Simples: a longo prazo nem todos os ativos valorizam mais que o BTC.

A segunda dica já apareceu em um de nossos artigos anteriores, mas não custa frisar os cuidados: não as alavancagens. O mercado está repleto de volatilidade e isso pode liquidar seu capital. Portanto, no que diz respeito a proteger seu patrimônio, essa dica é como um grande escudo.

Por fim, mas não menos importante: procure escolher exchanges que atendam as suas necessidades. Portanto, não entre em uma exchange só porquê essa possui algum token específico, não.

Mesmo que a plataforma usada para fazer os trades pareça ser sempre muito segura, existem alguns fatores regulatórios e burocráticos que podem fazer com que seus investimentos fiquem retidos. E, bem , ninguém quer ter todo o patrimônio bloqueado numa corretora aleatória, de um país aleatório com um suporte ao cliente que usa um atendimento de língua mais aleatória ainda.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.