CPI da pandemia vai apurar negligência do governo: aliados criticam e oposição comemora

Decisão gerou grande repercussão entre apoiadores e oposição do governo

Anúncio


O cenário político brasileiro, mais do que nunca, encontra-se polarizado e dividido em opiniões. Na última quinta-feira (08/04), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, determinou que o Senado Federal instaure uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19. Desse modo, a decisão tem gerado grande repercussão entre os representantes do governo, os quais afirmam se tratar de desrespeito entre os Poderes da República, enquanto a oposição comemora a decisão. Entenda melhor sobre a CPI da pandemia nesta sexta-feira (09/04).

Continua depois da publicidade

Como o próprio nome sugere, a CPI vai investigar e apurar informações sobre eventuais irregularidades do Governo Federal no combate e enfrentamento da pandemia, assim como as suas ações e omissões.

CPI da pandemia é criticada por base aliada e comemorada pela oposição

A CPI da pandemia foi um pedido feito pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e apresentado ainda em fevereiro.

Continua depois da publicidade

Tendo isso em vista, neste início de abril, Barroso concedeu limiar para que o presidente do senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) instale a comissão.

Continua depois da publicidade

Além disso, o ministro Barroso acentuou o caráter de urgência em que o processo deve acontecer. Na decisão, o ministro afirmou:

Além da plausibilidade jurídica da pretensão dos impetrantes, o perigo da demora está demonstrado em razão da urgência na apuração de fatos que podem ter agravado os efeitos decorrentes da pandemia da Covid-19. É relevante destacar que, como reconhece a própria autoridade impetrada, a crise sanitária em questão se encontra, atualmente, em seu pior momento, batendo lamentáveis recordes de mortes diárias e de casos de infecção.

Segundo os dados levantados, o país apresenta números elevadíssimos de óbitos causados pela pandemia, mais de 4 mil mortes em 24 horas por dias seguidos.

O presidente do Senado acatou a decisão e disse que cumprirá a ordem da CPI da pandemia, enquanto o senador Carlos Viana (PSD-MG) afirmou se tratar de uma decisão que desrespeita os poderes, visto que a decisão partiu do Poder Judiciário.

O senador afirmou, em sua conta oficial do Twitter, que vai protocolar uma investigação constitucional sobre Barroso.

Deputado comemora CPI da pandemia determinada por ministro do STF
Imagem: Reprodução Twitter @carlosaviana

A oposição, por sua vez, comemorou a decisão. O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) relacionou a CPI da pandemia com o futuro do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido).

Deputado comemora CPI da pandemia determinada por ministro do STF
Imagem: Reprodução Twitter @DeputadoFederal

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies