Indicador MACD: o que ele pode dizer após a queda do BTC

Créditos de imagem pexels
0

MACD é um dos indicadores técnicos mais conhecidos e usados por analistas e investidores do mercado criptográfico. Basicamente, os dados que esse indicador fornece são ótimos para prever reversões dentro do mercado, assim como tendências de uma forma geral.

Só que o que está sendo constatado por esse indicador no gráfico semanal do BTC é uma indicação de venda. O mais preocupante nisso é o fato de que a última vez que isso aconteceu foi no derretimento do ativo em Abril. Isso assombrou muitos investidores, afinal fez com que o valor do ativo declinasse de 58 mil dólares para 30 mil dólares.

De qualquer forma, o investidor lucrativo é aquele que está sempre preparado para quedas e bem posicionado para as melhores altas. E mesmo que o MACD indique baixa e o BTC derreta, é na Folha Go que as notícias do investidor lucrativo se encontram.

Gráficos do BTC (Diário e Semanal). Análise feita por Katie Stockton.

MACD mostra historiograma apocalíptico para BTC

Ao que parece, o indicador MACD mostra que o Bitcoin pode sofrer outra grande liquidação no médio prazo. Para muitos investidores que acreditam no poder da análise gráfica, isso pode indicar um momento de continuidade do temor que assolou o mercado entre os dias 04 e 06 de dezembro.

Basicamente, o que acontece agora é que esse index mostra uma queda do BTC a níveis que implicam uma possível tendência de baixa, segundo o que já foi observado em um padrão gráfico semelhante no mês de Abril de 2021.

O que pode ser mais assustador é a possibilidade do ativo repetir as quedas semanais de 10%, assim como aconteceu no quarto mês do ano de 2021. Agora, resta esperar para saber se uma resistência forte irá se formar no valor de 55 mil dólares dentro do ativo e, depois disso, o mercado entrar em liquidação, assim como foi analisado por uma das fundadora da renomada Fairlead Strategies, Katie Stockton.

Retirar ou não as posições em ativos?

A exposição à volatilidade do mercado é sempre uma opção. Mas, vale lembrar que muitas coisas podem implicar numa nova baixa para o Bitcoin no médio prazo. Como por exemplo a reunião do FED que acontecerá no dia 15 de dezembro de 2021, que está causando muito temor dentro do mercado de ativos criptográficos.

Enfim, agora resta aos investidores esperar por boas notícias que, claro, estarão aqui na Folha Go Cripto, para evitar que os lucros feitos no ano de 2021 se mantenham consistentes.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.