De “Toy Story” a bares: conheça Zé da Viola cantor das músicas das animações do Brasil

Cantor e compositor é intérprete de "Amigo estou aqui" e de outros sucessos da franquia de filmes da Pixar

As informações foram obtidas em matéria de Gustavo Wanderley, para o G1 Rio. No dia 20 de junho de 2019, ocorreu o lançamento de “Toy Story 4”, a querida franquia de filmes da Pixar, que acompanha a vida de brinquedos, como o cowboy Woody e seu amigo Buzz Lightyear. No entanto, apesar do grande sucesso da franquia e das músicas da sua trilha sonora, como “Amigo estou aqui” e “Coisas Estranhas”, poucos sabem quem é o brasileiro que dá voz a essas canções.

Zé da Viola é do Rio de Janeiro e tornou-se intérprete das canções de “Toy Story” quase que por um acaso: ao gravar um CD em um estúdio, o dono do local percebeu que a voz dele era muito parecida com a de Randy Newman, que interpreta a trilha sonora original da franquia, e propôs que ele fizesse um teste para ser o cantor da versão em português.

-- Continuar depois da publicidade --

Antes de gravar as canções dos filmes, Zé da Viola afirma ter cantado em bares, restaurantes, hotéis e até chegou a gravar um disco com dois irmãos, que não emplacou. Após a morte de um deles e o outro ter resolvido trabalhar como dublador, o intérprete de “Amigo estou aqui” resolveu seguir carreira solo.

O cantor e compositor tornou-se mais conhecido do grande público após um canal postar um vídeo dele cantando e tocando a trilha sonora dos filmes, o que atingiu mais de um milhão de pessoas nas redes sociais. Com apenas 30% da visão, Loureval Filho, o Zé da Viola, recebe o auxílio da filha para acompanhar os comentários dos internautas direcionados a ele, que o deixam muito feliz.

-- Continuar depois da publicidade --

Em entrevista ao G1, o cantor afirma que foi uma verdadeira e emocionante surpresa ter sido chamado para gravar a trilha sonora para o quarto filme da série, já que acreditou que a franquia pararia no terceiro filme.

Além da trilha sonora de “Toy Story”, Zé da Viola se apresenta em bares, cantando os mais diversos estilos musicais, no entanto, MPB, samba e bossa nova são os estilos mais pedidos.

O cantor afirma que, certa vez, enquanto cantava em um dos dois bares que se apresenta, um cliente pediu que ele cantasse “Amigo estou aqui”, o que fez com que um morador do prédio vizinho fosse até o local e afirmasse que cresceu ouvindo aquela música e que a voz dele estava eternizada. Segundo Loureval, não há dinheiro que pague esse tipo de situação.

Apesar da pouca projeção, Zé da Viola afirma que isso não o incomoda, dizendo o seguinte, em entrevista ao G1: “Eu sou muito satisfeito pelo o que fiz, pelo o que pude passar para as pessoas, e o que ainda vou continuar passando”.

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...