CPI da Covid: vereador cearense comemora assinaturas alcançadas para que estados e municípios também sejam investigados

Aliados defendem a participação geral na investigação

Anúncio


Na última semana, o cenário político tem se voltado para a CPI da Covid. Entre os assuntos mais comentados dos parlamentares e a mídia, a investigação sobre prováveis ações irregulares e omissões do governo no enfrentamento da pandemia do novo Coronavírus ganhou destaque. Confira, desse modo, as atualizações sobre o tema nesta segunda-feira (12/04).

Continua depois da publicidade

Enquanto a oposição comemora a decisão e ordem vinda do Supremo Tribunal Federal (STF), a base aliada ao governo Bolsonaro critica a decisão.

No entanto, os representantes do governo aliados à atual gestão argumentam que os estados e municípios também devem ser investigados.

Continua depois da publicidade

CPI da Covid poderá incluir estados e municípios

Em meio à pandemia que já matou mais de 330 mil brasileiros, o principal órgão do Poder Judiciário, o STF, determinou que o Senado Federal instaure a CPI da Covid a fim de averiguar as prováveis falhas do governo Bolsonaro com relação ao enfrentamento da crise na saúde.

Continua depois da publicidade

A decisão, acolhida pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), foi tomada pelo ministro Luís Roberto Barroso na última quinta-feira (08/04) e teve uma grande repercussão no meio político.

Se por um lado a oposição ao governo comemorou a decisão do STF, sob os vários argumentos baseados na negligência do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), além do seu discurso negacionista; por outro lado, os aliados defendem que este não é o momento para tal “preocupação”.

Além disso, outros políticos afirmam a necessidade dos estados e municípios também serem investigados.

Desde que assumiu a presidência, Bolsonaro não consegue construir um diálogo com governadores e prefeitos. Com a pandemia, as diferenças foram ainda mais acentuadas. Após a CPI ser informada, o presidente pressionou pela inclusão nas investigações gerais.

Desse modo, para corroborar com os ideais bolsonaristas, Carmelo Neto (Rep) postou em sua conta oficial do Twitter uma sequência sobre o assunto.

Em um dos posts, o vereador conservador de Fortaleza (capital do Ceará) disse que entrou em contato com o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) responsável por reunir as assinaturas necessárias para fazer a inclusão.

Em tom de comemoração, o vereador do partido Republicanos escreveu:

CPI da Covid: vereador cearense reúne assinaturas para que estados e municípios também sejam investigados
Imagem: Reprodução Twitter @carmelonetobr

As assinaturas a que se refere Carmelo Neto são dos senadores (para que seja possível tornar a CPI ampla).

Carregando comentários aguarde...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais

Política de Privacidade e Cookies