Golpes com criptomoedas: Aprenda como evitar

Créditos de imagem pixabay
0

O mercado de criptomoedas conseguiu chegar ao marco de capitalização de mais de 3 trilhões de dólares no ano de 2021. E é claro que isso chamou atenção de bancos, países, novos investidores e até mesmo golpistas que buscam lucrar sobre a boa fé alheia.

Por isso, para que os leitores do portal do investidor lucrativo saibam como se protegerem de golpes envolvendo criptomoedas, aqui estão algumas dicas da Folha Go.

Use a autenticação de dois fatores

Sim, isso pode parecer algo muito óbvio de ser dito. Mas não é! Dito isso, é necessário que se explique o porquê: muitas pessoas não tem suas carteiras protegidas com autenticações de dois fatores.

E isso é uma grande brecha para que golpistas e hackers vejam a exposição de uma careteira e tentem ganhar dinheiro de forma suja sobre a boa fé de investidores. Por isso, um dos fatores de segurança mais recomendáveis e que será repetitivamente mencionado aqui na Folha Go é a autenticação de dois fatores.

Uma sugestão de ferramenta de autenticação de dois fatores é o Google Authenticator, que é muito simples de configurar e muito fácil de recuperar, caso o aparelho em que o aplicativo/plugin dessa ferramenta Google se perca.

Não se exponha a ativos meme

Sim, os ativos meme são uma ótima forma de pessoas mal intencionadas lucrarem com a vontade de outras pessoas enriquecerem. Basicamente, esses ativos são muito conhecidos por fazer os famosos pumps and dumps, altos e baixos, de forma muito mais volátil que o restante do mercado.

Muitas moedas como essa surgem num dia, capitalizam uma grande quantidade de dinheiro e simplesmente desaprecem no dia seguinte. Há ainda aquelas que ficam meses e meses no mercado, capitalizam e até dão lucros para seus investidores… mas logo desaparecem com o patrimônio de todo mundo.

Estude o mercado

É claro que essa dica não poderia faltar. Afinal, quanto mais informado se está sobre o mercado, melhor será para a proteção do patrimônio investido em criptomoedas. Buscar entender fundamentos, análise gráfica, contexto econômico global e outros aspectos é um divisor de águas para o investidor medíocre se tornar lucrativo.

Por isso, para evitar golpes, assim como se tornar um investidor bem informado, o melhor a se fazer é acompanhar portais, boletins diários sobre o BTC e noticiários. E uma boa sugestão pela internet para ter tudo isso num lugar só é a Folha Go.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.