Mercado Cripto: o melhor caminho para lucrar

Créditos de imagem pexels
0

Um dos maiores erros daqueles que investem em criptomoedas é tentar olhar para o passado para tentar prever o futuro de alguma forma. Mas, assim como ainda não é comprovado ser possível prever o futuro, e ainda que o mercado tenha comportamentos cíclicos, olhar para o passado pode não bastar para ser lucrativo.

Por isso, para que os investidores estejam sempre a frente do seu tempo seguindo notícias e saibam quais ativos escolher, qual o momento certo de sair do mercado ou quando efetuar lucro, a Folha Go se compromete a passar as melhores atualizações dentro do mercado de criptomoedas.

Pela 1ª vez as criptomoedas ultrapassam os US$ 3 trilhões

Devemos olhar para o presente para entender as criptomoedas

Sim, as criptomoedas são o futuro monetário do planeta. Mas isso todos já ouviram e, por isso, gostam de compará-las com outras formas monetárias que, com o passar do tempo, se tornam cada vez mais obsoletas.

Mas, afinal, por que quando se trata de criptomoedas devemos olhar par o presente ao invés de olhar para o passado? Simples, porque as criptomoedas, apesar de terem ciclos, acontecem aqui e agora. Principalmente depois da volta dos investidores institucionais entre os anos de 2020 e 2021.

Para que se tenha uma noção sobre isso: no quarto mês de 2020, os fundos de criptomoedas saíram de uma capitalização aproximada de 19 bilhões de dólares para um valor de 60 bilhões em outubro de 2021, momento de maior euforia do mercado.

E só essa grande entrada dos institucionais no mercado altera bastante toda a dinâmica que o mercado tem como um todo, afinal de contas, são investidores que saíram dos meios tradicionais de investimento e migraram para o mercado de criptomoedas visando lucros que o anterior não pôde mais prover, principalmente com a redução dos juros nos EUA.

Além disso, um pensamento errôneo que a grande maioria dos investidores de cripto têm é o fato de acharem que os mineiradors tem alguma influência sobre a força vendedora do mercado, assim como foi muito especulado na última grande queda do Bitcoin após o halving que aconteceu. Como justificar isso? Bom, simples! Os bitcoins que foram mineirados desde Abril representam apenas 0.7% de presença nas carteiras spot do mercado.

Mas, então, como lucrar?

O ano de 2022 promete muitas coisas positivas para os investidores de criptomoedas, assim como qualquer ano pode ser também. Mas para conseguir ser lucrativo, não se pode ficar procurando pelo achismo certo para se apegar e especular, não.

Na verdade, o ideal é sempre ter uma visão fundamentalista do mercado e buscar entender o contexto da atualidade em que se encontra.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.