Como cuidar de um gato e fazer ele viver mais? Saiba mais agora!

Os gatos podem viver muitos anos e saudáveis se tomados alguns cuidados básicos.

-- Continuar depois da publicidade --

Cuidar de um gato. Os gatos podem viver muitos anos ao lado de seus companheiros. Mas para isso é necessário  cuidado. Você sabia que muitos gatos quando passam de 10 anos são chamados de gatos geriátricos? Bem, é por isso que hoje (29/03) aqui no Notícias Pet do Folha Go vamos falar sobre a boa qualidade de vida de um gato, isso vai depender de uma série de cuidados específicos.

Estágios básicos da vida do gato

-- Continuar depois da publicidade --

gato
O gato tem alguns estágios em sua vida Foto – Pixabay

Certamente os gatos são animais de companhia maravilhosos. Proporcionam carinho e conforto a quem convive com eles.

Mas, Infelizmente, os gatos não vivem tanto quanto nós, mas existem medidas que você pode seguir para ajudar seu gato a ter uma vida longa e saudável.

Embora já se soubesse que os gatos passam por três estágios básicos de idade, agora acredita-se que eles se desenvolvem em seis estágios.

  • Gatinho: O período de crescimento, que para a maioria dos gatos, dura do nascimento até cerca de seis meses. Logo, é quando os gatos são mais vulneráveis ​​a doenças, mas também são mais treináveis.
  • Júnior: (6 meses a 2 anos) Embora gatos de um ano possam parecer adultos fisicamente, eles ainda estão se desenvolvendo mental e emocionalmente. Pense neles como jovens.
  • Primário: (3 a 6 anos) Esta é a idade adulta jovem, quando os gatos são mais viris.
  • Maduros: (7 a 10 anos) Durante esses anos, podem aparecer os primeiros indícios de doenças crônicas, como diabetes felina,  artrite ou  doenças cardíacas.
  • Idoso: (11 a 14 anos) Esta idade em anos do gato corresponde a uma idade humana de 60 anos ou mais.
  • Geriátrico: (15 anos ou mais) O estágio final na vida de um gato.

Saiba mais Gatos e Covid: felina de Caxias do Sul pega a doença dos donos

Cuidar de um gato: como ajudar seu gato a viver mais

gato
Algumas orientações básicas podem fazer seu gato viver mais Foto – Pixabay

Existem questões simples e básicas que ajudam um gato a viver mais. De forma simplificada, esses pontos são fundamentais:

  1. Mantenha os gatos dentro de casa apenas;
  2. Pratique boas práticas de higiene dentária;
  3. Mantenha seu gato hidratado;
  4. Alimentos para gatos de boa qualidade;
  5. Visite o veterinário;
  6. Exercite seu gato ou brinque;
  7. Forneça muito carinho e contato;

Visita ao veterinário

-- Continuar depois da publicidade --

Um ponto importante é sim encontrar um bom veterinário. Dessa forma, pergunte aos seus amigos e familiares e verifique os comentários online para encontrar um de sua confiança.

Nesse sentido, certifique-se de que seu gato seja vacinado e guarde o cartão de vacinação.

Agora, se você suspeitar de doença, certifique-se de obter um diagnóstico do seu veterinário para que possa tratar o problema.

Por fim, se ir ao veterinário é muito estressante para o seu gato, procure um veterinário que faça visitas domiciliares. Eles não são difíceis de encontrar e vale a pena.

Bem estar do gato

O estresse desgasta tanto os gatos quanto os humanos. Ajude seu gato a viver uma vida relaxada.

E se houver problemas que criem estresse para ele, evite-os. Simplesmente não vale a pena. Pois, o estresse e a ansiedade podem causar sérios danos à saúde de gatos e humanos.

Logo, se seu animal de estimação está ansioso em casa, ele também pode ter comportamentos indesejáveis ​​e destrutivos.

Muita atenção!

Dessa forma, se o seu gato sofre de qualquer tipo de ansiedade. Especialmente na ansiedade de separação.

Então, encontre maneiras de tratar a condição dele. Seu veterinário pode ajudar.

Vale dizer que quando você descobri que seu gato está menos estressado, você percebe que também está mais tranquilo. Por isso, todos nos sentimos melhor quando os animais de estimação estão relaxados.

Afinal, como você ajuda seu gato a viver mais? Você tem dicas ou truques? Por favor, compartilhe nos comentários abaixo!

Ademais confira também Miados de gatinhos: entenda a comunicação dos filhotes.

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...