Procurar meios para fugir do período de isolamento social fez com que algumas atividades sejam mais procuradas durante a pandemia. Desse modo, especialistas registraram aumento da equoterapia. Assim, a terapia com cavalos ajuda pessoas a desenvolver a mente e o corpo. Hoje, 30/01, o Folha Go te ensina tudo sobre na Coluna Pets.
Terapia com cavalos aumenta durante período de pandemia
Terapia com cavalos é feita ao ar livre  (Fonte: Mundo ecologia)
Acompanhe a matéria até o fim e saiba mais sobre a terapia com cavalos. Além disso, veja pontos de melhoria com a atividade.

Terapia com cavalos e a pandemia

Dessa maneira, praticamente qualquer pessoa pode fazer a equoterapia. No entanto, a atividade é feita, normalmente, por pessoas com alguns tipos de problemas físicos. São exemplos: acidente vascular cerebral, autismo, paralisia cerebral e outros tipos de deficiências.
Assim, a rotina dos praticantes muda com a ajuda dos cavalos. Com a pandemia, a atividade, é uma alívio para a saúde mental. Para se ter ideia, até crianças com algum tipo de trauma violento recebem a recomendação para realizar a terapia.

 

Vantagens da terapia com cavalos

A terapia ainda ajuda pessoas com problemas de depressão e ansiedade. Por isso, o reflexo no aumento da busca pela equoterapia. Já que o número de pacientes com essas doenças aumentou na pandemia.

Ademais, a equoterapia recebe vários profissionais em sua formatação. Desde especialistas em equitação, fisioterapeutas, psicólogos, pedagogos, educadores físicos e outros.

Ainda não há um tempo previsto de duração do tratamento. Porém, as aulas são feitas uma ou duas vezes na semana. As sessões duram entre 30 e 60 minutos. O objetivo de cada tratamento determina o período ideal.

Além de cavalgar, os alunos devem arrumar o cavalo, banhar e alimentar o animal. Assim, até soltar o cavalo é terapêutico. Dessa maneira, cria-se vínculo entre os alunos e os cavalos.

Terapia com cavalos aumenta durante período de pandemia
Quase todas as pessoas podem fazer a terapia (Crédito Notícias ao Minuto)

Atividade reconhecida

A terapia foi reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina em 1997. Dessa maneira, é um método eficaz que melhora a saúde das pessoas.

Normalmente,  a atividade, no Brasil, é paga. O preço médio é de R$ 400 mensais. Porém, há também locais com atendimentos gratuitos feitos por meio de parcerias com empresas. No entanto, há lista de espera com centenas de crianças.

Quase todas as pessoas, adultos ou crianças, podem fazer a terapia com cavalos. Desse modo, a prática não é recomendada para pessoas com espinha bífida, pressão alta, que tenham tonturas ou que tenham muito medo do animal.

Agora que você conhece essa atividade, fica a pergunta: você vai praticar?

Confira: Raça de cachorro amoroso: confira 5 pets que adoram dar e receber carinho

Gostou dessa matéria? Acompanhe mais em nossas redes sociais