Redator de notícias desde 2014, colaborador várias mídias jornalísticas, radio e TV, com passagem pela TV Clube Band...

Smartcoins: é possível ganhar muito dinheiro com novos criptoativos?

Smartcoins podem ser a nova classe de criptomoedas a explodir. O Bitcoin, a maior criptomoeda do mundo, antes de sua explosão, também reunia as mesmas condições.

0

 

Você que se interessa por investir em criptomoedas, provavelmente tem ouvido falar muito sobre as smartcoins ultimamente, termo que traduzido do inglês significa “moedas inteligentes”, e refere-se a uma das oito tradicionais classes de criptoativos, juntamente com as sete categorias que seguem:

-- Continuar depois da publicidade --

  1. Criptomoedas;
  2. Stablecoins;
  3. Finanças Descentralizadas (DeFi);
  4. Tokens de Exchanges;
  5. Web3;
  6. NFTs;
  7. Ativos de privacidade

A saber, todos estes criptoativos acima, possuem algumas características em comum, a exemplo da descentralização e do registro em plataformas como a blockchain.

Mas, cada um apresenta utilidades específicas, e é principalmente nestas funções que se concentram seu potencial de valorização.

As smartcoins são criptoativos vinculados diretamente às plataformas de contratos inteligentes.

Um dos exemplos é a rede do Ethereum

A smartcoin Ethereum é um dos melhores exemplos, que permite a execução de diversas aplicações em sua blockchain, entre elas, esse tipo de contrato inteligente.

Estes contratos inteligentes são protocolos digitais, permitindo que acordos tradicionais sejam firmados no meio digital.

Porém, isto não significa que eles são somente mais uma das maneiras “modernas” de celebrar um contrato, que tradicionalmente é assinado em papel, como ocorre com a assinatura eletrônica.

O que são os smart contracts

Na realidade, os smart contracts, são contratos inteligentes que vem revolucionando a realização de compromissos entre partes, e que apresentam características específicas, dentre elas:

  • Impossibilidade de adulteração: os contratos são registrados na blockchain e não podem ser modificados;
  • Não estão sujeitos a erros interpretativos: sendo celebrados em linguagem digital, estes não carecem de nenhum tipo de avaliação por autoridade judiciail;
  • São auto executáveis: ou seja, o próprio protocolo se encarrega de realizar as ações e sanções cabíveis ao documento, inviabilizando descumprimentos e disputas entre as partes do trato.

A saber, esse tipo de contrato, no momento vem sendo utilizado, com frequência, no mercado financeiro, em especial em transações de câmbio, leilões, e em criptomoedas.

E com o aumento do trabalho home office, vem sendo usado até mesmo na área de vendas e recursos humanos, que também já dão atenção para os protocolos. Um bom exemplo é o Facebook, que ja tem usado os smart contracts ao contrarar novos funcionários.

Como investir em bitcoin com pouco dinheiro?
Como investir em bitcoin com pouco dinheiro? (imagem: divulgação/InfoMoney)

É possível ganhar tanto dinheiro com smartcoins?

André Franco, um dos analistas de criptomoedas mais influentes do Brasil, segundo a Coin Telegraph, está fazendo um grande barulho na internet, com sua nova proposta de investimento, focada em smartcoins.

Franco vem crendo piamente que qualquer pessoa comum poderá fazer uma fortuna de cerca de R$ 2 milhões, com um investimento de somente R$ 5 mil, investindo em uma lista de criptoativos selecionada “a dedo” pelo analista.

Vale observar, que transformar R$ 5 mil em R$ 2 milhões implica numa valorização de 400 x, resultado considerado espetacular para qualquer investidor, em qualquer mercado de atuação.

E, embora incomum, uma valorização desta pode acontecer quando um ativo reúne duas características principais:

A – Assimetria de lucros: o valor de capitalização é pequeno; assim, o capital em risco do investidor é mínimo se comparado aos ganhos advindos de eventual explosão;

B – Potencial disruptivo: o ativo apresenta fundamentos capazes de gerar muito valor em determinado nicho, o que aumenta suas chances de ganhos exponenciais.

Veja alguns exemplos de ativos que reuniam essas duas condições e produziram milionários no mundo nos últimos anos:

Ações da Amazom

A Amazom por exemplo. Suas ações tiveram supervalorização, acompanhando as gigantes tecnológicas americanas, empresas que viram seu valor de mercado explodir com a transformação global promovida pela internet.

-- Continuar depois da publicidade --

A Amazon é um dos símbolos desse movimento. Em 1997, quando ninguém nem poderia imaginar o potencial da internet, a ação da companhia era negociada a US$ 1,73.

Hoje, não considerando a inflação, o papel da Amazom vale US$ 3.446, uma multiplicação de quase 2 mil vezes. Qualquer um que tivesse colocado, hipoteticamente, US$ 2.500 em AMZN, teria hoje uma fortuna de quase US$ 5 milhões.Bitcoin, criptomoedas, investimentos, valor do bitcoin, Valor de 1 bitcoin em real, criptoativos

Valorização do Bitcoin

O Bitcoin, apesar de não ser considerada, atualmente, uma oportunidade para ganhos exponenciais, pode ser tomada como parâmetro, para ter noção do potencial “galáctico” das criptomoedas.

Segundo consta no portal Investing, a moeda digital era vendida no começo de 2012, abaixo de US$ 5, hoje, apesar das flutuações em 2021, o preço já ultrapassa os US$ 60 mil, ou seja, mais de 10 mil vezes maior.

Lembrando ainda, que antes disso, o Bitcoin chegou oferecido de graça, e há quem diga que foi usado para pagar uma pizza na sua primeira compra.

A maior criptomoeda do mundo, antes de sua explosão, também reunia estas duas condições: valia muito pouco e seu potencial de ganho era maior do que o de perda. Assim, trouxe uma revolução para o sistema financeiro mundial

O Bitcoin tinha fortes fundamentos que a sustentavam, como a descentralização e a segurança dos registros na blockchain.

Smartcoins podem ser a nova classe de criptomoedas a explodir?

Na visão do especialista André Franco, sim! Entenda por que.

As smartcoins reúnem hoje estas duas características básicas, que, normalmente, antecedem uma explosão de lucros em potencial.

Em primeiro lugar, elas são hoje negociadas a valores irrisórios, se comparadas aos colossos do universo cripto, a exemplo do Bitcoin.

Porém, esta possibilidade, de ficar milionário num curto prazo com Bitcoin, praticamente já não existe.

Mas, no caso das smartcoins, ainda cotadas em centavos, esse movimento de ganho está apenas começando.

É como se tivéssemos uma nova oportunidade, de comprar Bitcoins 10 anos atrás.

Créditos da imagem freepik

Outro ponto a ser considerado, é o potencial disruptivo dessa tecnologia.

As smartcoins, mais do que uma criptomoeda, permitem a execução de serviços em seu protocolo, com destaque para a elaboração de contratos digitais.

O sistema da Ethereum já faz isso hoje, contudo, de forma mais cara e menos eficiente.

E, esse potencial de elaboração de contratos, que permitem serem usados em todo o mundo e verificados digitalmente, está estritamente ligado com as Smartcoins.

Afinal, com a demanda dessas tecnologias cada vez usadas por diversos países, a tendência é que elas não parem de crescer tão cedo.

Assim, é um claro fundamento, sólido para apostar uma pequena parte do patrimônio nesses protocolos, que podem em breve, estar difundidos para qualquer tipo de acordo em todo o mundo.

criptomoeda ethereum (1)
Saiba o que é a criptomoeda Ethereum e como ela funciona. Fonte da imagem: Freepik

Smartcoins podem superar a Ethereum?

Considerando que, a Ethereum pode acabar saindo da “moda”, haverá espaço para novas tecnologias, sendo provável presenciarmos valorizações ainda mais expressivas nos próximos meses.

E, a bem da verdade, isso já está acontecendo. No mês de setembro, as criptomoedas da classe de Smartcoins foram eleitas as mais rentáveis, de acordo com ranking do portal Valor Investe.

Assim, esta é uma oportunidade de investir em uma classe de criptomoedas ainda nova, totalmente disruptiva e que pode simplesmente revolucionar o nosso sistema financeiro da forma como conhecemos.

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...