Xiaomi desenvolve tecnologia de ‘carga aérea’ para dispositivos

Nova tecnologia da Xiaomi promete dar mais um passo em direção ao futuro, confira mais sobre a carga aérea

Nesse final de semana, Xiaomi introduziu uma nova forma de carga chamada Mi Tecnologia de Carga Aérea. Na continuação, falaremos tudo o que  você precisa saber sobre este tipo de tecnologia que pretende inovar o mundo das tecnologias nessa segunda-feira (01) de fevereiro.

Uma marca pouco conhecida a pouco tempo atrás, mas que tem tido grande relevância em seus produtos eletrônicos, como qualquer outro que seja. A empresa não para de crescer e com isso as tecnologias vem surgindo cada vez mais, acompanhe mais.

Leia mais: Roku Express entra na concorrência no mercado com Xiaomi e Amazon para transformar TVs antigas em Smart

Carga Aérea

Como já mencionamos, a  Xiaomi está desenvolvendo uma nova tecnologia que é capaz de carregar dispositivos “dentro de um raio de vários metros”. Atualmente, a tecnologia de carga remota da Xiaomi é capaz de carga remota de 5 watts para um único dispositivo.

Além disso, vários dispositivos também podem ser carregados ao mesmo tempo (cada dispositivo suporta 5 watts) e até mesmo obstáculos físicos não reduzem a eficiência da carga.

Segundo a declaração emitida pela empresa, a tecnologia mi Air Change é capaz de carregar remotamente dispositivos eletrônicos sem a necessidade de nenhum cabo ou suporte de carga sem fios. Tornando-se uma verdadeira tecnologia de carga sem fio.

Sendo assim, a tecnologia da Xiaomi permitirá que dentro de um futuro próximo, os dispositivos da sala de estar serão todos construídos sobre um projeto de fonte de alimentação sem fio, tornando nossas salas de estar verdadeiramente sem fio.

Xiaomi (Foto: Reprodução Android Police)
Xiaomi (Foto: Reprodução Android Police)

Confira mais: Xiaomi anunciou smartphones no Brasil do Mi 10T e Mi 10T Pro, com ficha técnica 

Como funciona

A tecnologia central da carga remota de Xiaomi está no posicionamento espacial e na transmissão de energia. É assim que a tecnologia de carregamento remoto funciona. A pilha de carga isolada autodesenvolvida de Xiaomi tem cinco antenas de interferência fase incorporadas, que podem detectar com precisão a localização do smartphone.

Uma matriz de controle de fase composta de 144 antenas transmite ondas milimétricas de largura diretamente para o telefone através de “beamforming”.

No lado do smartphone, a Xiaomi também desenvolveu um conjunto de antenas miniaturizadas com “antena farol” e “conjunto de antenas receptoras” embutidas. A antena farol transmite informações de posição com baixo consumo de energia.

“O conjunto de antenas receptoras composto de 14 antenas converte o sinal de onda milimétrica emitido pela pilha de carga em energia elétrica através do circuito retificador, para transformar a experiência de carga de ficção científica em realidade“, informou a empresa.

Sendo assim, no futuro não tão longe, a tecnologia de carga de isolamento espacial autodesenvolvida da Xiaomi também será capaz de trabalhar com relógios inteligentes, pulseiras e outros dispositivos que possam ser usados.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a sensação que esta tecnologia está gerando no mundo dos fanáticos da tecnologia.

(Vídeo: Dudu Rocha)

Outras tecnologias interessantes

Há algum tempo atrás já havíamos noticiado para você, caro leitor, sobre o protótipo de carga de Macbook sem fios. Parece que, eventualmente, chegaremos em um mundo onde não será necessário procurar desesperadamente uma tomada para nos manter por dentro do mundo da tecnologia.

Agora, basta aguardarmos e vermos os próximos capítulos dentro deste mundo que muito tem a acrescentar e modificar nosso dia a dia.

Leia mais: Pode ser que o futuro MacBook carregue iPhone ou iPad sem fios 

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...