Desaparecimento de corvos da torre de Londres causa preocupação: Aprenda mais essa lenda

A presença de seis corvos da torre de Londres representa representa muito para os londrinos. Qual será o motivo?

Você sabia que na torre de Londres existem 6 corvos e eles vivem no local desde o século XVII? Os animais são patrimônio da realeza, e tem lugar garantido na cultura dos moradores da cidade. Qual será a importância desses animais? O que diz a lenda sobre os corvos no observatório real? Hoje 26/02, no Blog pets da folha Go você entende melhor sobre esses pássaros e sua importância para o meio ambiente, e ainda descobre como tudo começou na torre londrina.

Leia também: Como a elevação dos comedouros afeta nossos pets: confira mitos e verdades 

lenda dos corvos
Conheça agora a lenda dos 6 corvos da torre de Londres (Fonte: Magnus Mundi)

A lenda dos 6 corvos que vivem na torre de Londres

Então, você já ouviu falar de como os corvos são importantes para os londrinos? É disso que vamos falar agora. Diz a lenda, que no observatório real, especificamente na torre, o astrônomo real que a utilizava para observar o céu e tudo mais,  reclamou com o rei Carlos II que os pássaros estavam atrapalhando a suas pesquisas e observações.

Sendo assim, logo o rei ordenou que matassem os pássaros, deixando o céu livre para o astrônomo real.

Os corvos são salvos pelo ‘gongo’

Entretanto, uma pessoa, que até hoje não se sabe ao certo quem foi, contou ao rei uma história muito interessante. É que de fato havia a necessidade de manter esses animais no ambiente.

Embora alguns duvidem,  diz a que ‘se os corvos fossem retirados de lá, certamente à torre cairia e um grande desastre abateria o reino.

Assim, o rei decidiu mudar de ideia. Ele logo decretou que sempre deveriam ter 6 corvos presentes no edifícios, para evitar um possível desastre.

Final feliz

Desde então, os seis corvos são mantidos na torre de Londres, entretanto, no dia 15 de janeiro de 2021, um dos corvos que vivia na torre sumiu.

O assunto se espalhou e causou certa agitação em quem conhecia a história, contudo, foi esclarecido que por mais que se trata de uma lenda, a torre contem sete corvos. Por isso, um fica de reserva para que não corra o risco da lenda se concretizar.

Mas você, por exemplo, qual a origem desses animais, como vivem ou o que comem?  Descubra a seguir.

Descubra a importância dos corvos no ecossistema (Fonte: Freepik)

Entenda a importância dos corvos no ecossistema

Os corvos muitas vezes são vistos como um sinal de mau presságio, uma vez que, eles são associados a morte.

Entretanto, essas aves possuem uma função muito importante no ecossistema, dado que, eles são necrófagos.

Assim, esses animais se alimentam de outros bichos em decomposição, contudo, eles são os ‘garis’ da natureza, e a sua função é a profilaxia na remoção de corpos em decomposição.

Por mais que para nós humanos essa ação causa repulsa, esse papel executado pelo animal é muito importante. Portanto, se encontrar com um corvo não se assunte e nem maltrate o animal.

corvos
Aprenda algumas curiosidades sobre os corvos (Fonte: Freepik)

Curiosidades sobre os corvos

Essa ave é muito inteligente, visto que, ela é capaz de espantar pessoas tacando pedra caso se  se sintam ameaçadas.

Além disso, elas também são capazes de fingir a própria morte ao lado de seu alimento, apenas para não ter que dividir o banquete.

Outro fato interessante é que quando criados em cativeiros, os corvos conseguem imitar a voz humana. Contudo, elas imitam melhor até que os próprios papagaios.

Entretanto, na natureza elas imitam o som dos lobos para atrair esses animais e contar com a ajuda deles para abrir carcaças que eles não conseguem abrir com o bico.

Confira sobre o Coelho arlequim: descubra como cuidar desse animal encantador

Compartilha essa notícia com seus contatos e continua ligado no Blog dos pets!

Para obter mais conteúdos siga o Folha Go no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.