O que está por trás dos bocejos contagiantes entre os mamíferos? Confira estudo

Os bocejos são comportamentos comuns mas ainda misteriosos para a ciência

Top Stories pão de milho de liquidificador

-- Continuar depois da publicidade --

Todos sabemos bem que bocejos são contagiantes, não é mesmo? É que o ato de ver alguém bocejar, provoca em nós uma cascata praticamente instantânea e automática. Mas e com os animais acontece o mesmo? Será que o motivo desse comportamento já se revelou? Veja hoje (12/04) no Cidades do Folha Go e entenda um pouco mais sobre as recentes pesquisas referentes a bocejos contagiantes entre os animais ‘quase humanos’.

Por que afinal, os bocejos são contagiantes?

-- Continuar depois da publicidade --

Os bocejos são atos involuntários e por vezes quase que combinados entre os animais. E isso é um fato que acontece muito entre eles. Sua função real e fisiológica, no entanto, é bem simples e clara.

Além do mais, com o bocejo, nosso cérebro apresenta uma circulação sanguínea aumentada. Isso contribui então, para o resfriamento do órgão. Assim, vai aumentando nossa capacidade de estar alerta.

Outrossim, no caso dos mamíferos em geral, inclusive entre nós humanos, o bocejo contagiante tem uma explicação bem comum. O que ocorre é quase que uma sensação de empatia compartilhada entre os membros do grupo.

Geralmente, os bocejos estão ligados à sensações como tédio, cansaço, e até mesmo estresse. Tendo isso em vista, ao estar em contato com outro animal bocejando, esse comportamento automático acontece. Logo, faz com que esse padrão encontre uma forma de se repetir.

Os cientistas já fizeram diversos estudos.  Eles analisaram animais diferentes, como por exemplo: lobos, cães domésticos, ovelhas e até mesmo elefantes. Entretanto, apesar de serem diferentes, a reprodução do comportamento parece ser a mesma.

Confira também: Causas de diarreia em gatos: saiba como prevenir em seu pet

Bocejos contagiantes em leões

Comportamento dos leões após bocejar é curioso - Reprodução Pixabay
Comportamento dos leões após bocejar é curioso – Reprodução Pixabay

Por muito tempo os cientistas concentraram os esforços em estudar outros animais, como aqueles já citados. E com os leões também aconteceu o mesmo comportamento.  No entanto, eles têm reflexos curiosos em relação a isso.

Ao contrário de outras espécies animais, os leões começam a imitar e sincronizar o comportamento uns dos outros. Assim, vão indicando que ao bocejarem juntos começam a coordenar seus movimentos.

-- Continuar depois da publicidade --

Entenda mais

Num primeiro momento os cientistas identificaram então essa repetição de comportamentos, como uma ação completamente social. Ou seja, ele é explicada pelo modo de vida em sociedade que eles vivem.

Portanto, quando um leão boceja e outro se contagia, por algum tempo, suas ações acabavam sendo copiadas. Um vai imitando as ações do outro, como levantar ou deitar por exemplo.

Além desse fato, as descobertas deixaram claro, que a função real no organismo em relação aos bocejos nos leões é similar a dos humanos. Ou seja, realizar o resfriamento cerebral e aumentar os reflexos.

Cientistas ainda não conhecem tudo a respeito dos bocejos

Apesar das pesquisas estarem progredindo em relação a esse tema, os cientistas ainda não sabem tudo. Eles continuam pesquisando o que há por trás dos bocejos. Porém, mais em relação aos animais mamíferos.

E alguns desses animais, por exemplo, apresentam espécies de bocejos diferentes para indicar várias sensações.

Além das explicações fisiológicas e variações do bocejo, existem outros  motivos e teorias. De certo, a maior delas, ainda é o que podemos chamar de empatia entre os animais.

bocejos de cães
os cães domésticos também costumam ser empáticos com o bocejo | Imagem Canva

E como é com nossos mascotes, os cães?

Para se ter uma ideia, os cães domésticos também costumam ser empáticos com o bocejo. Seja ele em relação aos donos ou de outros animais que vivem no mesmo local. Isso acaba indicando que o comportamento é ainda mais forte quando há uma ligação emocional.

Sendo assim, os bocejos contagiantes acabam representando formas de comunicação e socialização. O que vem representando novas maneiras de entender o próximo de uma forma mais completa.

Leia agora: Palestras sobre felinos no Abril das Especialidades tem agenda divulgada

-- Continuar depois da publicidade --

Para obter mais conteúdos siga o Folha Go no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!

Comments
Loading...