[diario_shortcode template=”card_img” colunas=”4″ s=”Geral” mono_post=”sim” colunas=”4″ top=”4″]

Segurança Pública: 68 municípios goianos não registraram homicídios em 2020

Os dados são oriundos do Observatório de Segurança Pública e indicam drástica redução nos índices de criminalidade no Estado de Goiás

-- Continuar depois da publicidade --

Na tarde dessa segunda-feira (25), o Governo de Goiás apresentou os dados sobre a segurança pública no estado. E os resultados disponibilizados foram animadores! De acordo com o relatório, 68 municípios goianos não registraram homicídios em 2020. E além disso 16 deles não registraram um único crime violento no mesmo período. Trata-se, portanto, de uma conquista difícil de se conseguir, de acordo com o Governador Ronaldo Caiado.

Os dados sobre a segurança pública no Estado de Goiás foram consolidados pelo Observatório de Segurança Pública. Desde a criação, em 2011, esse órgão nunca obteve números tão expressivos. Logo, o Governo de Goiás, de fato, tem o que comemorar,  pois, conforme disse o Governador, isso representa mais liberdade para o cidadão, ou seja, para a sociedade em geral.

-- Continuar depois da publicidade --

Trata-se, portanto, de uma boa notícia para todo o estado, este que, inclusive, vinha sofrendo com a criminalidade há bastante tempo. Nas palavras do Governador de Goiás, o estado era a “Disneylândia dos bandidos”.

Confira: COVID-19: Governo de Goiás acende sinal de alerta no estado.

A produtividade das forças de segurança pública no Estado de Goiás

O Secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda, enfatizou o belo trabalho desenvolvido pelas Polícias Civil e Militar. Conforme sua declaração, a pasta trabalhou como nunca e, para isso, ele apresentou dados profundamente relevantes. Dentre esses, gostaríamos de ressaltar:

  • Deflagração de 20,4 mil operações de combate ao crime;
  • 25 mil prisões em flagrante efetuadas;
  • 1,3 milhões de abordagens policiais;
  • Apreensão de 56 toneladas de drogas;
  • Apreensão de 6,2 mil armas de fogo;
  • 79,5 mil resgates;
  • 16 mil buscas e salvamentos;
  • 450 atendimentos feitos pelo Serviço de Socorro Rápido com Moto (GARRA) na Região Metropolitana de Goiânia;
  • Definição da autoria de 60,34% dos inquéritos policiais instaurados;
  • Emissão de 58.661 laudos de criminalística, com conclusão de 47.885 relacionados à medicina legal.

-- Continuar depois da publicidade --

Percebe-se que a proatividade das forças de segurança pública foi determinante para esses resultados.  Isso é inegável. Contudo, o reconhecimento do Governo de Goiás é fundamental para que isso se mantenha. Sendo assim, as Polícias Civil e Militar precisam de apoio para desempenhar o seu papel com eficiência. É o que o Governador de Goiás afirma estar fazendo. De acordo com ele, as forças de segurança pública estão tendo todo o apoio necessário para desenvolver o seu trabalho.

Essa conquista se deve, sobretudo, ao trabalho sério desenvolvido no Estado de Goiás, pois o governo, desde o início, indicou sua preocupação com a segurança pública e fez disso a sua bandeira para melhorar a qualidade de vida da população.

Leia também: Prefeito Rogério Cruz determina retomada imediata de obras de CMEIS de Goiânia.

Problemas resolvidos na raiz

Em plena comemoração pelos excelentes dados, o Governador Ronaldo Caiado fez declarações calorosas. Em uma delas, ele enalteceu suas determinações à pasta da segurança pública e disse que, conforme a sua visão, era preciso combater o crime na raiz. Segundo ele, primeiramente, era necessário fazer o diagnóstico do problema e combatê-lo de maneira pontual, haja vista que as ações desordenadas são infrutíferas.

Nesse quesito, há que se admirar o serviço desenvolvido pelas polícias do Estado de Goiás. De fato, os procedimentos adotados têm sido efetivos para proporcionar à população uma sensação de segurança. Que esses dados sejam consistentes e duradouros, assim como o Estado de Goiás seja referência nacional em termos de segurança pública.

Você pode gostar: Polícia Militar desmonta esquema de tráfico de drogas no Capuava.

-- Continuar depois da publicidade --

Comments
Loading...