Governo vai antecipar 13º do INSS e Abono Salarial? Entenda aqui

Benefícios podem ser adiantados para o primeiro semestre de 2021

Ainda convivendo com fortes impactos causados pela pandemia de coronavírus no ano de 2021, surge a informação de que o governo vai antecipar o 13º do INSS e o Abono Salarial. Explicamos tudo sobre o assunto hoje (13/01).

Dois dos principais abonos pagos pelo governo a cada ano, o décimo terceiro dos aposentados e pensionistas do INSS e o Abono Salarial dos trabalhadores já havia passado por alterações no calendário decorrente do ano de 2020.

Na ocasião, o governo optou por realizar os pagamentos do abono do INSS ainda no primeiro semestre, enquanto o PIS e o PASEP tiveram seus repasses iniciados no mês de junho, com valores antecipados para um grupo específico de trabalhadores.

Para 2021, no entanto, a ideia que está em análise junto ao governo – e que ainda carece de confirmação oficial – é de que os dois benefícios serão adiantados para serem pagos nos primeiros meses deste ano. E de maneira integral.

Governo vai antecipar 13º do INSS e Abono Salarial? Entenda aqui
Governo vai antecipar 13º do INSS e Abono Salarial? Entenda aqui (Foto: Freepik.com)

Afinal, o governo vai mesmo antecipar 13º do INSS e Abono Salarial?

A informação foi divulgada inicialmente através de publicação feita pela jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

De acordo com a nota publicada, tanto o abono natalino do INSS e o abono salarial (PIS/PASEP) serão pagos entre os primeiros três meses do ano de 2021.

A ideia teria partido de uma iniciativa pensada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, por já possuir recursos previstos no orçamento para o primeiro trimestre do ano.

A medida também é vista como uma forma de compensar o fim do auxílio emergencial, que não tem nenhuma previsão de voltar a ser pago a partir dos próximos meses. Ao menos, até este momento de janeiro.

Leia também: O que é PIS/PASEP? Entenda o benefício e saiba quem tem direito

Antecipação atende prioritariamente grupo de risco da Covid-19

Assim como aconteceu em 2020, o adiantamento do pagamento do 13º dos aposentados e pensionistas do INSS acontece com o intuito de auxiliar o principal grupo de risco do coronavírus: os idosos, que formam uma parcela gigantesca de brasileiros que recebem aposentadoria.

Em 2020, o abono natalino do INSS foi pago nos últimos meses do primeiro semestre. Já no final do ano, houve dúvidas frequentes sobre um possível 14º salário no mês de dezembro. O que, de fato, não chegou nem perto de ser cogitado.

Para 2021, o adiantamento do 13º poderá ser comemorado pelos aposentados nos primeiros meses do ano. Porém, novamente deve causar preocupação pela ausência do abono extra no final do ano.

Leia também: Valor do PIS em 2021 será reajustado junto com aumento no salário mínimo

Abono Salarial para trabalhadores

O abono PIS é pago anualmente para trabalhadores com carteira assinada através da iniciativa privada, repassado pela Caixa Econômica Federal.

Já o PASEP é o abono destinado aos servidores públicos de nível municipal, estadual e federal.

Nos dois casos, só podem receber o benefício os trabalhadores com pelo menos cinco anos de cadastro no PIS ou PASEP e que recebem até dois salários mínimos. Ou seja, formam grupos que são considerados como vulneráveis à crise econômica.

Geralmente, este benefício é pago entre julho a março do ano seguinte. Caso seja de fato antecipado em 2021, será iniciado três meses antes do normal.

Leia ainda: Exigência da Prova de Vida INSS 2021 pode acabar; Entenda

Comments
Loading...