Candidato a prefeito de Cuiabá, Roberto França, terá que retirar pesquisa de propaganda do ar por determinação da justiça

Caso não seja cumprida a determinação, o político poderá pagar multa de R$ 5 mil

O juiz Geraldo Fidélis Neto acatou o pedido da coligação “A Mudança Merece Continuar”, encabeçada pelo prefeito Emanuel Pinheiro, em determinar que o candidato à disputa pela prefeitura da cidade, Roberto França, retirasse a propaganda de pesquisa que o coloca em primeiro lugar do ar.

Continua depois da publicidade

“Que o representado Roberto França Auad promova imediatamente a retirada do material atacado de todos os meios de comunicação em que está sendo vinculado, sob pena de multa que, com base nos artigos 497 e seguintes e 537”, pontua o juiz em parte do documento.

Veja ainda: Eduardo Bolsonaro compartilha vídeo em que Donald Trump aparece dançando YMCA

Continua depois da publicidade

O Juiz Geraldo Fidelis ainda pediu para que fossem notificadas todas as empresas de mídia que receberam o material da campanha de França. “ (…) para que promovam a retirada do material guerreado, mais precisamente entre os 00:01:10 e 00:01:17, para fazer inserir a tarja “horário reservado à propaganda eleitoral”, cita em outra parte do documento.

Relacionados

Guilherme Boulos provoca novamente Celso Russomanno após cancelamento…

Continua depois da publicidade

A pesquisa foi pelo Instituto Avatar, que deverá ser ainda investigado pelo TRE, e, assim também, seu registro, “Certifique-se a Secretaria da 1ª Zona Eleitoral acerca do registro da pesquisa divulgada, propalada como Instituto Avatar- Registro no TSE mt 02634”.

Leia também: Barraco: Após suposta volta com Mirela Janis, Yugnir e Thayse Teixeira tretam na web

Veja mais: No Dia das Crianças, foto de Jojo Todynho viraliza no Instagram: o sorriso é o mesmo, dispara um internauta


Continua depois da publicidade
Para obter mais conteúdos siga o Folha Go no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!

Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral não serão aprovados. Leia os termos de uso e participe com responsabilidade.